Definições de Inovação

Devido à sua amplitude, a inovação é uma questão extremamente importante no estudo da engenharia, tecnologia, design, entre outros. Porém, em dias atuais, esse termo vem ganhando maior apreciação dentro de contextos econômicos empresariais, pois dentro deste ambiente a inovação possui status desenvolvimentista.


Joseph Alois Schumpeter, uma das personalidades póstumas mais respeitadas dentro do cenário econômico (fevereiro de 1883 – janeiro de 1950) e, quem em muito contribuiu para o estudo da Inovação, sempre defendeu o fato de que as atividades empresariais e o poder de mercado, sempre giraram em torno da Inovação. A partir de suas teses, Schumpeter procurou provar que a Inovação originada pelas organizações sempre proporcionaram resultados melhores do que a simples concorrência de preços.

Ainda, partindo do princípio que o termo Inovação é, por muitas vezes, confundindo com tudo aquilo que é ‘novidade’ muitos autores relatam seus pontos de vista em relação ao termo.

Seguem abaixo as mais recorrentes definições sobre o tema:

“Ferramenta específica dos empresários, o meio através do qual eles exploram a mudança como oportunidade para um negócio ou um serviço diferente. É possível apresentá-la sob a forma de disciplina, aprende-la e praticá-la”. (Peter Ferdinand DRUCKER, 1997)

“Desenvolvimento e implementação de novas ideias por pessoas que, ao longo do tempo, empenham-se em operações com outras pessoas no interior de uma ordem institucional”. (Andrew H. VAN DE VEN, 1986)

“Fruto de um processo que só pode ser analisado se leva em conta seu caráter interativo” (Vitor PELAEZ e Tamás SZMRECSÁNYI, 2006)

“Injeção de novas ideias e de novas pessoas em novas combinações de tarefas e relacionamentos nos processos políticos e administrativos”. (Hahn-Been LEE, 1970)

“A transformação de ideias e/ou utilização de invenções, de que resultam aplicações úteis conducentes a melhoramentos”. (Jorge OLIVEIRA, 1999)

“O uso de novo conhecimento para oferecer um produto ou serviço que os clientes querem”. (Allan AFUAH, 1998)

“Mudanças nas disposições tecnológicas quando existe conhecimento aplicado”. (Carolyn Shaw SOLO, 1951)

“É a adoção de uma mudança que é uma novidade para uma organização e relevante para o ambiente”. (Kenneth E. KNIGHT, 1967)

Desse modo, a partir dessas definições, fica percebido que a Inovação, mais do que apenas um conceito, tende ser a forma mais apropriada quando da necessidade da manutenção dos bons resultados ou da diferenciação em meio à concorrência, pois se os mercados não proporcionam estabilidade acerca dos negócios, a solução em vista é Inovar.

Referências:
CONSTANTINO, Roberto Santos. Difusão de um método de gerenciamento de projetos por meio do marketing interno e de ideias. Rio de Janeiro, 2009.
International J.A. Schumpeter Society. Disponível em: <http://www.iss-evec.de>
Machado, Isabel Maria da Silva. A Internet como Factor de Inovação no Acesso a Informação Estatística. Aveiro, 2005

Arquivado em: Administração