Estudo de mercado

Graduada em Administração de Empresas (UNIFEMM, 2010)
Graduada em Comunicação Social (PUC-MG, 2013)

O Estudo de Mercado é o ponto de partida de grande parte dos projetos de investimento. Isso porque ele consiste em uma ferramenta de orientação para as decisões. Ele tem como objetivos: analisar a demanda, ou seja, os consumidores, seu número e suas necessidades, caracterizar o produto ou serviço a ser ofertado, fazer uma análise das condições de comercialização, além de fazer uma estimativa do faturamento/receita do empreendimento ao longo de sua vida útil.

O Estudo de Mercado pode, por exemplo, determinar que existam mais de uma categoria de consumidores em localidades diferentes. Neste caso, a organização pode optar por dividir a empresa em unidades de produção, cada uma atendendo a um determinado público-alvo. A caracterização do produto ou serviço vai colaborar para uma maior compreensão, por parte do avaliador, acerca do que ele estará oferecendo aos consumidores. Também poder ser útil como um documento de referência para se verificar a qualidade e conformidade do produto ou serviço. Já a estimativa do faturamento/receita é essencial para a realização de outros estudos e será constantemente utilizado.

Vale destacar que a realização de um Estudo de Mercado só deverá ser feita se os seus resultados contribuírem de alguma forma para a tomada de decisões. Caso o empreendedor, como tomador de decisões, não for levar em consideração os resultados do Estudo de Mercado, seja por não confiar ou não acreditar nos resultados ou, ainda, por estar decidido sobre um curso de ação e não estar disposto a mudá-lo, então, não há por que gastar tempo e dinheiro na realização do estudo.

É através do Estudo do Mercado que o empreendedor terá condições de identificar fatores importantes para o seu projeto de investimento, tais como:

  • Caracterização da oferta e da demanda;
  • Dados para se fazer uma projeção tanto da oferta como da demanda;
  • Capacidade de produção instalada e utilizada;
  • Região geográfica;
  • Concorrência e sua estrutura;
  • Projeção da capacidade de produção do projeto;
  • Canais e estrutura de comercialização;
  • Rentabilidade tanto da indústria como do negócio;
  • Produtos ou serviços substitutos;
  • Principais barreiras de entrada e saída.

Tanto um projeto público como um projeto privado podem recorrer a um Estudo do Mercado para auxiliar na tomada de decisões. No entanto, o estudo realizado para cada um desses projetos terá enfoque diferente. No caso de um projeto público, o estudo deve atentar para o atendimento das necessidades sociais da população, respeitando o plano de governo específico. Já no caso de um projeto privado, o estudo deve procurar identificar, quantificar e analisar a viabilidade de se explorar economicamente um produto ou serviço.

O Estudo de Mercado também podem atender, de forma diferente, projetos de implantação e projetos de expansão. No caso de um estudo para projeto de expansão, a empresa já conta com dados históricos internos, o que aumenta o número de fontes de dados e maior facilidade para consegui-los. Por outro lado, o estudo de um projeto de implantação não pode contar com os dados históricos de um empreendimento que ainda não existe. Sendo assim, terá mais dificuldade e encontrar dados e terá um nível de incerteza maior.

Referências bibliográficas:

CORREIA NETO, Jocildo Figueiredo. Elaboração e Avaliação de Projetos de Investimento: Considerando o risco. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

Projeto de Investimento/ Organizadora Daisy Rebelatto. Barueri, SP: Manole, 2004.

Arquivado em: Administração