Arte Pré-histórica

Por Fernando Rebouças
A estética é a disciplina que estuda tudo o que desperta a percepção do ser humano, e esta percepção está ligada ao belo. Etimologicamente, a palavra estética provém do grego “aisthesis”, palavra que a define como percepção dos sentidos.

Neste processo de percepção e produção do “belo” artístico, há o trabalho do artista que busca expressar em suas obras uma visão ou sentido do mundo. O artista persegue a interpretação de seu mundo e tempo, não somente como o mundo parece ser ,mas como ele se “sente”.

A arte pré-histórica começou a ser delineada quando foram encontradas pinturas rupestres nas cavernas, provavelmente feitas por homens pré-históricos. Não podemos confundir arte pré-histórica com arte primitiva; a arte pré-histórica representa o que é visto, e não o que é conhecido, enquanto que a arte primitiva (infantil) reproduz o que já é conhecido, mesmo não sendo visto ou do jeito que é visto. A arte indígena é um exemplo de arte infantil.

A arte pré-histórica é naturalista e sensorial; a arte primitiva é racional, ou seja, um artista pode pintar uma árvore sem vê-la. A Pré-História se divide em quatro fases :

Paleolítico - Pedra lascada;
Mesolítico ;
Neolítico;
Idade dos metais – descoberta do cobre, bronze e ferro;

Período Paleolítico

Subdivide-se em Inferior e Superior. No período Inferior encontra-se apenas pedras de formas belas e particularmente delineadas. No período Superior surgem as pinturas rupestres em imagens monocromáticas e posteriormente policromática, representando animais e o cotidiano nômade de caças.

Período Mesolítico

Nesta fase, além da expressão naturalista, há pinturas que registram novos temas como danças e rituais em grupo.

Período Neolítico

Neste período o homem torna-se sedentário, é o surgimento da cerâmica e da arquitetura, a arte assume característica megalítica em blocos de pedras ao ar livre.

Idade dos Metais

A descoberta do bronze e o estabelecimento de rotas comerciais de estanho e âmbar caracteriza um período no qual a arte torna-se decorativa e geométrica em objetos de metal e em armas. Nesta época surge a escrita, marcando o fim da Pré-História.