Sociedade Pró-Arte Moderna (SPAM)

Entre os diversos objetivos da Sociedade Pró-Arte Moderna (SPAM), o principal deles era promover manifestações artísticas orientadas para o modernismo do Brasil. A SPAM foi criada na cidade de São Paulo no ano de 1932, pouco depois do Movimento Constitucionalista, e seguia o caminho aberto há 10 anos pela Semana de Arte Moderna.

A criação da Sociedade Pró-Arte Moderna foi espontânea. Na cidade de São Paulo existiam alguns intelectuais e artistas entusiastas da modernização da arte em suas diversas vertentes. No dia 23 de novembro do ano de 1932, após diversos entendimentos, os criadores da SPAM juntaram-se na casa de Gregori Warchavchik, considerado um dos principais nomes da primeira geração de arquitetos modernistas do Brasil, e lá formaram as bases do grupo pró-arte moderna.

Porém, apesar da diversidade de idéias trocadas entre os interessados, a Sociedade Pró-Arte Moderna só viria a ser realmente fundada no dia 22 de dezembro de 1932. E foi uma ideia de um idealizador da Semana de Arte Moderna, Mário de Andrade, que influenciou este novo movimento. Seguindo conselho do escritor, a Sociedade Pró-Arte Moderna reuniu pessoas com bastante influência na elite paulistana. Entre os nomes selecionados estavam os de:   Paulo Mendes de Almeida, Sérgio Milliet, John Graz, Vittorio Gobbis, Wasth Rodrigues, Olívia Guedes Penteado, Anita Malfatti, Paulo Prado, Lasar Segall, Camargo Guarnieri, Tarsila do Amaral, Hugo Adami, Rossi Osir, Menotti Del Picchia, entre outras figuras importantes.

Após a criação, foram traçados os objetivos e metas do grupo, entre eles estavam: promoção de exposições, reuniões para interessados em literatura, concertos, palestras e conferências. Também tinham como intuito estreitar a relação entre apreciadores de arte e os artistas, organizar, uma vez por ano, o mês da arte e dar início à instalação de uma sede.

Um pouco do espírito que pairava sobre a Sociedade Pró-Arte Moderna na época foi registrado em uma carta de Mário de Andrade enviada para Lasar Segall, pintor, escultor e gravurista judeu brasileiro nascido na Lituânia. A data da carta é do dia nove de fevereiro de 1931 e em um dos trechos lemos:

"uma coisa que vai alegrar você - a quase realização daquela nossa velha idéia, lembra-se? - de um centro de arte moderna juntamente com d. Olívia Guedes Penteado e com outras algumas senhoras de nossa melhor sociedade; estou tentando dar a essa idéia uma forma palpável, útil. Creio que faremos para principiar uma espécie de club que se chamará 'Sala Moderna', na qual exporemos quadros, estátuas, livros e faremos ouvir musicistas, escritores exclusivamente modernos, nacionais e estrangeiros".

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Lasar_Segall
http://www.itaucultural.org.br/aplicexternas/enciclopedia_ic/index.cfm?fuseaction=marcos_texto&cd_verbete=3772
http://pt.wikipedia.org/wiki/Sociedade_Pr%C3%B3-Arte_Moderna

Arquivado em: Artes