Tuiuiú

Por Fernando Rebouças
Também conhecido como jaburu, é ave Tuiuiú símbolo do Pantanal Mato-Grossense, o termo científico é “Jabiru mycteria”, da família “ciconniidae”, no termo inglês “Jabiru” ou “Jabiru Strok”. A ave também é conhecida como tuiuguaçú, tuim-de-papo-vermelho, tuiuiú-coral, jaburu-moleque e cauauá, na região da Amazônia.

A espécie incide entre a região Norte até São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Há relatos que testemunham a existência desta espécie no México, Paraguai, Uruguai e norte da Argentina.

Chega a ter 2,50 metros de envergadura e 8 kg de peso, podendo alcançar até 1 metro e 60 centímetros de altura. A espécie se alimenta de peixes, moluscos, insetos, répteis e pequenos mamíferos. Suas asas e penas são da cor branca, cabeça e pescoço negros sob uma fase vermelha.

Voa em elevada altura mantendo o pescoço esticado, habita em campos com árvores esparsas e em campos úmidos, pantanais, vivendo em altas árvores. O tuiuiú aproveita caças em decomposição como fonte de alimentação.

Pode viver solitário, em par ou em pequenos grupos, grande parte de sua população está concentrada no Pantanal do Mato Grosso e no Chaco Oriental, no Paraguai. Esta espécie ainda é caçada.