Balduíno IV de Jerusalém

Mestrado em História (UFJF, 2013)
Graduação em História (UFJF, 2010)

Balduíno IV foi rei de Jerusalém de 1174 até 1185.

Nascido em 1161 em Jerusalém, Balduíno era filho do conde de Jaffa e Ascalon. Mais tarde, ele e sua irmã Sibila foram declarados filhos legítimos do rei Balduíno III, que, na verdade, era tio de ambos, para manter uma ordem de sucessão. Aos nove anos de idade, Balduíno passou a ser educado pelo historiador Guilherme de Tiro. Foi seu tutor que descobriu que o jovem garoto sofria de lepra, o que levou a uma intensa procura por tratamentos. Até médicos muçulmanos foram consultados, mas nada seria suficiente.

Amalrico I, então Rei de Jerusalém, morreu em 1174, quando Balduíno tinha apenas 13 anos de idade. Na época, a maioridade era considerada aos 15 anos de idade, mas Balduíno foi imediatamente coroado e passou a ser Balduíno IV. Entretanto seu governo foi mantido sob a regência do senescal Miles de Plancy, um bom guerreiro, mas mediano político. Mas, pouco tempo depois, Raimundo III de Trípoli chegou a Jerusalém exigindo que fosse nomeado regente por se tratar do parente mais próximo do falecido rei Amalrico I, e foi o que aconteceu. Miles de Plancy foi acusado de abuso de poder e assassinado.

Durante o período em que Raimundo permaneceu como regente, o grande desafio do reino era contra o exército que Saladino estava organizando para os muçulmanos. Foram travados alguns combates, Raimundo chegou a ser feito prisioneiro e só foi liberado mediante pagamento de resgate e, depois, estabeleceu-se uma trégua entre cristãos e muçulmanos.

Balduíno IV ganhou a alcunha de rei leproso, ninguém esperava que ele permanecesse muito tempo no poder ou gerasse herdeiros por conta de sua condição de saúde. Sua doença determinou grande parte de seu reinado porque sempre teve de se preocupar com a questão da sucessão. Sua irmã Sibila já tinha um filho com Raimundo III, o qual oferecia uma boa condição para ser seu sucessor, entretanto permitia concorrência. Balduíno IV planejou casar sua irmã com Hugo III da Borgonha, mas acabou casando-a apressadamente com Guy de Luisignan. O casamento foi fundamental para conquistar ajuda militar para o Reino de Jerusalém.

Balduíno IV não manteve a paz com Saladino e investiu em uma série de conflitos. Seu governo seguiu entre várias questões políticas e combates com o exército de Saladino. O Rei de Jerusalém mandou construir fortalezas para proteger seu reino e contou com a ajuda dos Templários. Porém o exército muçulmano montado por Saladino era muito numeroso e bem preparado, venceu conflitos seguidos. Em 1180, finalmente, Balduíno IV e Saladino concordaram em estabelecer um novo período de tréguas que duraria dois anos em função de seus recursos que estavam se esgotando. O Rei de Jerusalém estava cada vez mais doente e não foi capaz de impedir decisões que seriam desastrosas para seu reino. Seus súditos não respeitaram a paz estabelecida com Saladino e promoveram uma série de atentados, o que enfureceu os muçulmanos. Balduíno IV associou seu sobrinho Balduíno V ao trono e definiu de uma vez por todas a questão sucessória. Para além disso já não poderia fazer mais nada, pois a resposta do exército de Saladino seria muito poderosa.

Balduíno IV sucumbiu à lepra com apenas 24 anos de idade. Faleceu no dia 16 de março de 1185, pouco antes do exército de Saladino massacrar o exército cristão e tomar definitivamente a cidade de Jerusalém.

Fonte:
http://www.lepanto.com.br/historia/herois-catolicos/balduino-iv-de-jerusalem-o-rei-leproso/

Arquivado em: Biografias