Bartolomeu de Gusmão

Por Fernando Rebouças
Inventor e sacerdote brasileiro, Bartolomeu de Gusmão nasceu em Santos em 1685, e faleceu em Toledo, Espanha, em 18 de novembro de 1724. Era filho de Francisco Lourenço e Maria Álvares, e irmão do estadista e diplomata Alexandre Gusmão.

Foi influenciado pelos pais a seguir na vida religiosa, quando criança estudou na Capitania de São Vicente, cursando os primeiros estudos no Colégio de São Miguel. Continuou a estudar na Capitania da Bahia e, posteriormente no Seminário de Belém.

bartolomeu gusmaoEm Belém, começou a se interessar por inventos. Perante uma edificação de abastecimento de água, planejou e construiu uma máquina artesanal  para direcional a água de um brejo próximo até o seminário.

Em 1699, transferiu-se para Salvador, logo ingressou na Companhia de Jesus. Viajou para Portugal, sendo bem recebido pela sua intelectualidade pelo 3° Marquês de Fontes.

Em 1702, retornou ao Brasil para de ordenar. Em 1705, solicitou  a patente de seu invento que realizara em Belém, concedida em 23 de março de 1707 pelo rei Dom João V, e é até hoje considerada a primeira patente de um brasileiro.

De volta a Portugal, estudou Direito Canônico na Universidade de Coimbra, não concluiu o curso. Lecionou matemática e fora nomeado Capelão da Casa Real por Dom João V, status de diplomata na época.

Em 1713, patenteou na Holanda seu invento de “máquina de drenagem de água para embarcações de alto mar”. Viveu em Paris e logo retornou a Portugal, onde foi perseguido e difamado por ter simpatia aos novos cristãos. Se exilou na Espanha, onde falecera em Toledo. É dele a idealização do primeiro aerostático.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Bartolomeu_de_Gusmão
http://www.e-biografias.net/biografias/bartolomeu_gusmao.php