Khaled Hosseini

O médico e escritor Khaled Hosseini nasceu na capital do Afeganistão, em Cabul, no dia 4 de março de 1965. Ele é filho de uma professora do segundo grau e de um funcionário do Ministério do Exterior. Junto a seus familiares ele parte para Teerã, cidade iraniana, em 1970, quando seu pai é transferido para prestar serviços na Embaixada do Afeganistão neste país.

A família Hosseini volta para Cabul em 1973. Neste mesmo ano, na noite do nascimento de seu irmão caçula, o país passa por um golpe de estado frio, sem violência. Três anos depois Khaled e seus familiares são enviados para Paris, novamente por compromissos profissionais de seu pai. A partir daí eles não mais podem retornar a sua terra natal, pois os comunistas conquistam o poder através de uma violenta insurreição.

Eles obtêm, neste momento, asilo político no território norte-americano. Seu novo endereço é San Jose, na Califórnia. Como suas posses ficaram no Afeganistão, a família de Khaled é obrigada a aceitar, por algum tempo, um auxílio do governo dos EUA.  O futuro escritor ingressa na Universidade de Santa Clara e aí se gradua em Biologia, em 1988.

Posteriormente ele se torna Doutor em Medicina, título conquistado na Universidade da Califórnia, em San Diego, no ano de 1993. Khaled conclui sua residência em Medicina Interna na Cedars-Sinai Medical Center, na cidade de Los Angeles, em 1996. Até hoje, apesar de seu sucesso como escritor, ofício que ele pratica nos momentos de repouso, ele continua a exercer a Medicina, como clínico geral.

Atualmente Hosseini mora na Califórnia, ao lado da esposa Roya e dos filhos Haris e Farah. Neste país ele escreve sua obra-prima, O Caçador de Pipas, sucesso de crítica e de público. O escritor só voltou para visitar o Afeganistão depois que seu romance já estava impresso, e ficou perplexo com o que viu, considerado por ele muito mais arrasador do que ele podia conceber.

Na sua obra ele descreve, não fielmente, mas com o auxílio da imaginação, o Afeganistão que ele supõe ter nascido no lugar da pátria por ele conhecida em sua infância. Em O Caçador de Pipas, através da jornada de dois garotos afegãos, ele narra o fim do sistema monárquico no final da década de 70, a entrada dos soviéticos no país, o declínio do comunismo e a elevação ao poder do regime fundamentalista Taleban.

Seu livro foi muito bem recebido pela crítica e pelo público. O enredo é fascinante, triste, pungente, muito bem construído. Não é difícil se sentir no Afeganistão ao ler sobre os costumes, sua vida cultural, seus valores tradicionais e o cotidiano deste povo. Esta obra deu início a uma verdadeira safra de publicações sobre este país, e recentemente foi transposto para as telas dos cinemas.

Recentemente o autor lançou outro romance, A Cidade do Sol, que narra o destino de duas mulheres, as quais acreditam fielmente nos caminhos traçados para elas, mas se surpreendem ao ver que nem sempre se pode ter o rígido domínio da existência. Esta obra traça em paralelo a trajetória destas personagens, até o inesperado encontro entre ambas.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Khaled_Hosseini
http://revistaepoca.globo.com/Epoca/0,,EPT1049655-1661,00.html

Arquivado em: Biografias, Escritores