Vasco da Gama

Vasco da Gama (Sines, Reino de Portugal, 1460, 68 ou 69 - Cochim, Índia Portuguesa, 24 de Dezembro de 1524) foi um navegador e explorador, nobre e administrador português. Teve um papel de destaque na era das grandes navegações, sendo o primeiro a levar uma frota da Europa à Índia. Foi, ao final da vida, governador do Estado Português da Índia, conjunto de colônias estabelecidas no litoral do atual país, organizadas e administradas por Portugal.

Pouco se conhece sobre seus primeiros anos de vida. Em 1480 foi admitido na Ordem de Santiago, e mais tarde é mencionado por Garcia de Resende na Crônica de D. João II, como fidalgo d’el-Rei, devido aos serviços prestados à coroa e também pelos seus antepassados mais diretos.

Pela sua diligência e capacidade de chefia é nomeado para o comando da primeira armada portuguesa destinada à Índia. Partindo do Restelo a 8 de julho de 1497, após quase dez meses chega a Calecute (Kozhikode), em maio de 1498, apesar dos ventos e correntes do desconhecidas do Índico, somadas às ciladas preparadas aos navios. Vasco da Gama precisou lidar ainda com a oposição dos mercadores muçulmanos do porto indiano, que o impediam de estabelecer laços diplomático-comerciais pacíficos com o Samorim, o que certamente arrasaria seu comércio. Após várias lutas, Gama inicia a difícil viagem de retorno a Lisboa em agosto de 1498, chegando apenas um ano depois.

Esta viagem foi a primeira daquilo que viria a ser conhecido como a “Carreira da Índia”, rota direta entre Europa e o Oriente, que proporcionou ao reino português extensas e lucrativas vias de comércio. Vasco da Gama teve inúmeros benefícios, como por exemplo o direito de usar o título de dom, concedido pelo rei d. Manuel. É momeado ainda Almirante do Mar da Índia com as mesmas honras e rendas ao de Almirante de Portugal.

Vasco da Gama casa-se com Catarina da Silva, filha do alcaide de Alvor, com quem tem sete filhos. Em 1502, inicia sua segunda viagem ao Oriente, após desentendimentos de Pedro Álvares Cabral com o rei. Mas, nas próximas duas décadas, levará uma vida tranquila, indesejado na corte e afastado dos assuntos da Índia.

Com a ascensão de d.João III ao trono, seu nome é mais uma vez valorizado. Em 1519, mesmo sem ter linhagem nobre, recebe o título de Conde da Vidigueira e em 1524 assume como o sexto Governador do Estado Português da Índia, sob o título de vice-rei, (o segundo vice-rei dedde Francisco de Almeida). Responsável por uma poderosa armada com três mil homens, sua nomeação tinha o objetivo expresso de consolidar a presença portuguesa na Índia. Gama buscou impor desde logo uma nova ordem na colônia, substituindo todos os antigos funcionários. Mas, poucos meses depois de chegar, o então governador contrai malária e morre na cidade de Cochim (Kochi) na véspera de Natal, em 1524. Seu governo duraria apenas três meses, sem qualquer medida significativa.

Bibliografia:
Vasco da Gama. Disponível em: < http://www.historiadeportugal.info/vasco-da-gama/ >. Acesso: 17/02/13.

ALTMAN, Max. Hoje na História: 1524 - Morre o navegador e explorador português Vasco da Gama. Disponível em: < http://operamundi.uol.com.br/conteudo/historia/26217/hoje+na+historia+1524+-+morre+o+navegador+e+explorador+portugues+vasco+da+gama.shtml >. Acesso: 17/02/13.

Arquivado em: Biografias