Animais extintos no Brasil

Por Fernando Rebouças
Em 1989, o Brasil possuía cerca de 217 espécies de animais sob risco de extinção, em 2004, este número aumentou para 627. No mesmo período, somente 79 espécies deixaram a lista de extinção.

Entre as 627 espécies de animais sob risco de extinção a percentagem é de :

• 160 aves – 25,5 %
• 154 peixes – 24,5 %
• 96 insetos – 15,2 %
• 69 mamíferos – 10,9 %

Entre as espécies de peixes, destacam-se o lambari, o peixe-serra, o tubarão-baleia, a piracanjuba, a plabinha e o pacu. Na relação de animais que saíram da lista de extinção destacam-se o sagui bigodeiro, a lontra e o gavião real.

O Ministério do Meio Ambiente atribui ao desenvolvimento econômico e a devastação o aumento das espécies em risco de extinção no país. Estes dados foram publicado no “Livro Vermelho da fauna brasileira ameaçada de extinção”, publicado pelo Ministério do Meio Ambiente.

Do total de animais ameaçados, 380 espécies (60 %) são da Mata Atlântica, que atualmente possui somente 7,5 % de sua cobertura original. Os animais forma classificados em três categorias de risco e extinção :

• vulnerável ;
• em perigo;
• perigo crítico;

O objetivo do livro é circular nas escolas como forma dos estudantes conhecerem mais sobre as espécies da fauna brasileira e se conscientizarem sobre o tema da extinção.