Divisão Phaeophyta

Por Fabiana Santos Gonçalves
As algas desta divisão também são chamadas de algas pardas ou feófitas (do grego Phaios = pardo, Phyton = planta).

Existem cerca de 250 gêneros descritos, sendo a grande maioria marinho e de águas frias.

São organismos eucariontes, possuem como pigmentos fotossintetizantes as clorofilas a, c1, c2, xantofilas e carotenos.

Os produtos de reserva são a liminarina e manitol.
Os gametas e/ou esporos apresentam flagelos.

Morfologia

Apresentam apenas formas pluricelulares. Possuem os seguintes tipos de talo: filamentoso, pseudoparenquimatoso e parenquimatoso. (explicado em algas).

Crescimento

Quando a maior parte das células tem a capacidade de se dividir, o crescimento é chamado de crescimento intercalar difuso.

Quando as divisões celulares ocorrem na base do filamento, o crescimento é chamado de crescimento tricotálico.

O crescimento apical ocorre em células da região apical.

As células da região meristemática promovem o crescimento através do meristema intercalar.

A meristoderme pode se dividir, acrescentando células ao córtex, de forma centrípeta.

Organização celular

A camada interna da membrana plasmática é formada de celulose e a mais externa é formada por ácido algínico.

Os cloroplastos são numerosos nas células, variando conforme a espécie

As formas mais primitivas apresentam pirenóides. Os produtos de reserva são laminarina e manitol no citoplasma.

Na fase vegetativa existem representantes móveis (zoósporos ou gametas), normalmente com dois flagelos em com mancha ocelar vermelha.

Reprodução

A reprodução é do tipo vegetativa, espórica e gamética. Os gametas podem ser isogâmicos, anisogâmicos ou oogâmicos.

O ciclo de vida é haplobionte diplonte ou diplobionte com alternância de gerações.