Niacina

A niacina recebe também o nome de vitamina B3, vitamina PP ou ácido nicotínico e faz parte das vitaminas do complexo B. São abundantes na natureza, sendo encontrada na levedura, no fígado, nas aves, nas carnes magras, no leite, nos ovos, nas frutas secas, nos cereais integrais e em diversos legumes, frutas e verduras.

Fórmula estrutural plana da Niacina (Vitamina B3)

Possui um importante papel no metabolismo celular e na reparação do material genético (DNA). Outras funções importantes são: remoção do organismo de substâncias químicas tóxicas e auxilio na produção de hormônios esteróides pelas glândulas adrenais.

A dose de ingestão diária de miligramas equivalentes de niacina (NE) recomendada para um adulto, é de 6,6 mg NE por 1.000 Kcal e não menos do que 13 mg NE para uma dieta inferior à 2.000 Kcal. Para mulheres gestantes, recomenda-se suplementação de 2 mg NE/dia, e as que estão amamentando, 5 mg NE/dia. Já para crianças de até seis meses de idade, submetidas à uma dieta calórica de 1.000 Kcal/dia, a necessidade diária é de 8 mg NE.

Sua carência pode levar à pelagra, que é um distúrbio que provoca diarréia, dermatite e lesões nervosas que afetam o sistema nervoso central, levando á demência. Além dessa enfermidade, a carência de niacina pode levar à fadiga, irritabilidade, insônia, cefaléia, depressão, diarréia e dermatite.

A associação do ácido niacínico com a hemoglobina resulta em um composto de cor intensa que usado como corante alimentício, sendo que seu uso não é permitido na Europa. Quando administrado em grandes doses, funciona como vasodilatador.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Niacina
http://emedix.uol.com.br/vit/vit017_1f_vitaminab3.php

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Bioquímica, Nutrição