Arquivística

Também conhecida como arquivologia, a arquivística tem como objetivo o estudo das funções do arquivo. Além disso, outra de suas atribuições é o estudo das técnicas e princípios da atuação do arquivista. Segundo o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa online, a arquivística consiste no estudo, conhecimento, ciência ou tratado relativo à organização dos arquivos.

História da Aquivística

Existem poucas fontes sobre a origem desta ciência. Porém, há duas obras sobre o assunto que são consideradas as pioneiras. Ambas pertencem a Jacob von Ramingen, alemão que foi autor dos ensaio, "Von Registratur" (O Registrador). É bem provável que Ramingen seja o primeiro autor a falar sobre arquivística, visto que este ensaio foi escrito e impresso no ano de 1571 e pode ter sido o responsável pelo surgimento da ciência em questão. Esta obra fez com que a Arquivística  continuasse a ser estudada na Alemanha durante os dois séculos posteriores a sua publicação. Somente em 2010 estes dois volumes de Ramingen ganharam tradução de JBLD Strömberg para a língua inglesa.

Após o descobrimento do ensaio de Ramingen, a arquivística ganhou diversos estudos e interpretações. No século XIX, a ciência da organização de arquivos começa a ser influenciada pela corrente positivista e historicista, assim passa a ser considerada uma ferramenta auxiliar para historiadores. Ainda naquele século, a ciência ganha novo marco. É editado o Manual dos Arquivistas Holandeses, influindo para firmar a função da arquivística no auxílio da corrente historiográfica que dominava aquela época.

Já no século posterior surgem novos benefícios, avanços e também preocupações. No ano de 1950, pós Segunda Guerra Mundial, surge, no âmbito da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), o CIA (Conselho Internacional de Arquivos), o que contribui para a discussão dos fundamentos e importância da arquivística. Nos anos 60 é editada a Elsevier’s Lexicon of Archive Terminology para organizar e padronizar as terminologias em arquivística.

Com o começo da década de 80 e a consequente revolução tecnológica, a arquivística sofre algumas adaptações para acompanhar tal fenômeno. Este processo intensifica-se nos anos 90 e no século XXI, fazendo com que a arquivística torne-se uma Ciência da Informação.

Segundo Julio Santillán, em estudo publicado na Revista De Bibliotecologia y Ciencias de la Información (Peru), “dentro deste contexto, podemos afirmar que a arquivística é hoje um Ciência que procura uma identidade própria que lhe dê autonomia e respeito da História e da Administração. Os Arquivos de todas as épocas e condições, quer Históricos quer Administrativos, são por sua vez o seu objeto”.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Arquivística
http://www.ilustrados.com/tema/5566/arquivo-arquivistica-evoluc-historica.html
http://houaiss.uol.com.br/busca.jhtm?verbete=+arquivologia&stype=k
http://redalyc.uaemex.mx/pdf/161/16172402.pdf
http://search.folha.com.br/search?q=UNESCO

Arquivado em: Ciências