Bioquímica

Por Luiz Ricardo dos Santos
A bioquímica pode ser definida como um estudo sistemático das biomoléculas, e dos fenômenos químicos e físico-químicos envolvidos, nos sistemas biológicos. A bioquímica foi capaz de demonstrar através das pesquisas realizadas pelos bioquímicos, que a vida é um sistema químico complexo, e simplesmente existe em virtude da união entre elementos simples.

A bioquímica é uma área interdisciplinar da ciência, capaz de utilizar inúmeros conceitos elucidados por outras ciências para explicação do surgimento e da continuidade da vida. Um exemplo disso é o fato de que os físicos no início do século XX descobriram que a difração de raios X era capaz de determinar a estrutura tridimensional das biomoléculas. A astronomia, a geologia, a química e a física fornecem importantes chaves para auxiliar os bioquímicos na obtenção de respostas para perguntas até então sem solução concreta.

Um experimento muito famoso e importante para a explicação da bioquímica e para o surgimento da vida a partir de elementos e compostos simples é a famosa experiência realizada por Miller-Urey, no ano de 1953, ano em que Watson e Crick explicaram a estrutura do DNA.

A experiência de Urey é uma tentativa de explicar o inicio da vida pela abiogênese (inicio da vida a partir de compostos minerais). Onde se criou um ambiente que reproduzia a Terra pouco tempo depois de ser formada, onde a mistura do vapor d’agua + N2 + CH4 + NH3 + CO2 + H2, que são elementos simples, foram submetidos a descargas elétricas simbolizando os raios, que quebravam as moléculas e rearranjavam todas formando compostos orgânicos que por sua vez formaram as biomoléculas responsáveis pelo surgimento da vida.

Esse experimento serviu como uma importante base para concretização de diversos estudos, inclusive o que veio a confirmar o experimento de Wöhler, após ter sintetizado a uréia, um composto orgânico, a partir de um composto mineral, ou seja, todas as moléculas existentes podem ser sintetizadas. A bioquímica e a química orgânica são estudos que tem em comum o estudo dos compostos de carbono diferindo o contexto de abordagem, visto que os grupos funcionais orgânicos apresentam função bastante importante para explicação dos conceitos bioquímicos. Para a química orgânica um grupo funcional que desempenha papel fundamental pode não ter significado importante em bioquímica ou vice-versa.

Como o foco da bioquímica é o estudo de biomoléculas, podemos citar os principais compostos estudados, por esta área da ciência, tais como:

  • Proteínas: são macromoléculas ou polímeros de aminoácidos, indispensáveis a toda e qualquer sistema vital;
  • Aminoácidos: são monômeros formados por nitrogênio, hidrogênio e carbono que sofrem polimerização para dar origem a proteínas. Onde estes possuem um nitrogênio carregado positivamente para formação de ligações peptídicas;
  • Ácidos Nucléicos: são compostos unidos por ligação covalente divididos em DNA e RNA, cuja sua estrutura possui, açúcar ligado a fosfato e uma base nitrogenada, são responsáveis pela transmissão do código genético, sendo capazes de se auto copiarem;
  • Lipídeos: são compostos apolares representados pelos ácidos graxos, gorduras e óleos, presentes em sistemas biológicos, são responsáveis pela solubilização de proteínas e outros compostos necessários para a vida que são insolúveis em água e outros solventes polares;
  • Carboidratos: são biomoléculas formadas pela polimerização de açucares, funcionam como uma maneira que a vida encontrou de armazenar a energia necessária para dar continuidade aos processos biológicos.|

Basicamente são esses os objetos de estudo da bioquímica, isto não significa que ela seja restrita somente a esses aspectos.

Bibliografia:
Bioquímica - Voet, Donald; Voet, Judith G. - 3ª Ed. 2006
LEHNINGER, A. L. Princípios de Bioquímica. São Paulo: Savier, 1985.
Bioquímica - Lubert Stryer ; tradutores João Paulo de Campos, Luiz Francisco Macedo e Paulo Armando Motta. - Rio de Janeiro : Guanabara Koogan, c1992-881 p. :  il.