Acrossomo

Bacharel em Ciências Biológicas (UNITAU, 2012)
Pós-graduação Lato Sensu em Perícia Criminal (Grupo Educacional Verbo Jurídico, 2014)

O termo acrossomo significa “topo do corpo”. Ele se trata de uma vesícula repleta de enzimas digestivas e se localiza na cabeça do espermatozoide, próximo do núcleo dessa célula sexual. O acrossomo é produzido pelo complexo de Golgi e possui sua função relacionada à fecundação.

Essa vesícula é limitada por uma membrana que mantém suas enzimas contidas até que chegue o momento de sua atuação. Veja bem, a fecundação do ovócito pelo espermatozoide não se trata de um evento simples e livre de controle. Naquela estrutura existem barreiras que devem ser ultrapassadas para que ocorra a fertilização. A zona pelúcida é um exemplo dessas barreiras e é exatamente onde ocorre a atividade do acrossomo.

Espermatozoide e a localização do Acrossomo. Ilustração: Zuzanae / Shutterstock.com

Espermatozoide e a localização do Acrossomo. Ilustração: Zuzanae / Shutterstock.com

Os espermatozoides, ao chegaram à zona pelúcida, dependem do rompimento da membrana acrossômica liberando suas enzimas digestivas. Isso ocorre a partir do reconhecimento celular realizado pela ligação do espermatozoide a uma proteína específica dessa zona. Somente após esse evento hidrolítico é que as membranas dos gametas podem se fundir e ocorrer a fecundação.

Enfim, o acrossomo é uma estrutura que compõe o espermatozoide e é essencial para que possa ocorrer a fecundação e a consequente reprodução.

Bibliografia:

Koeppen, B.M. & Stanton, B.A. Berne & Levi - Fisiologia. 6ª Edição. Editora Elsevier. 864 páginas. 2009.
Lopes, S. Bio – Volume Único. 1ª Edição. São Paulo: Editora Saraiva. 606 páginas. 2004.

Arquivado em: Citologia