Clima

Licenciatura em Geografia (UNESP, 2013)

Clima é a síntese do tempo num dado lugar durante um período de aproximadamente 30-35 anos. (...). O clima abrange um maior número de dados do que as condições médias do tempo numa determinada área. (...) Desta forma, o clima apresenta uma generalização, enquanto o tempo lida com eventos específicos.” (Ayoade, 1996, p.2)

Esses eventos específicos são de grandeza geográfica, meteorológica e astronômica, sendo apresentados respectivamente nesta ordem.

Latitude: influencia o clima devido ao eixo de inclinação da terra, que conforme seu movimento de rotação e de translação oferece uma incidência de raios solares diferentes, levando a um aumento ou diminuição de temperatura nas mais diversas áreas do globo, quanto mais próximo a linha do Equador, maior a incidência, e quanto mais distante, menor, tendo em vista que os raios solares incidem de forma perpendicular sobre a linha do Equador.

Altitude: quanto mais alta uma área for, ou seja, quanto mais elevada ela estiver do nível do mar, menor será a irradiação de calor da superfície para a atmosfera, e também mais rarefeito é o ar, o que leva uma dissipação mais rápida do calor. A cada 200 metros em média, há uma diminuição de 1ºC na temperatura, ou seja, quanto mais alto, menor a temperatura será.

Relevo: É a formação do solo com suas mais diversas ações intempéricas

Maritimidade: quanto mais próxima uma área for do mar/oceano, mais sofrerá influência deste elemento, já que o aquecimento das águas difere da superfície.

Continentalidade: quanto mais adentro do continente uma área for, mais diferenciado será seu clima em relação às áreas próximas ao litoral do continente.

Correntes marítimas quentes e frias: estas são influenciadas pelas temperaturas das áreas em surgem, gerando variações térmicas. Quando quentes, a pluviosidade e a temperatura do continente aumentam, e quando são frias acabam sendo encontradas nos litorais áridos e semiáridos.

Temperatura: é a quantidade de calor em determinada área, ou seja, o estado térmico da atmosfera, que vai definir a sensação de calor ou frio.

Precipitação: é a quantidade de chuva que recai sobre determinada área.

Massas de ar: por adquirirem características de onde surgem, essas podem variar, entre secas e úmidas, e quente ou fria, tendo grande poder de mudança sobre diversas áreas.

E por fim, os eventos astronômicos estão ligados aos movimentos de rotação e translação da Terra, e ao seu eixo de inclinação. Esses fatores provocam alterações do clima em todas as áreas do globo, repercutindo nas estações do ano e até mesmo na duração dos dias.

Climatologia é a ciência que estuda os climas. Os climas são identificados pelo conjunto de algumas características, como temperatura, quantidade de chuvas, intensidade dos ventos, umidade, etc.

Leia também:

Climas

Climatologia

Estações do ano. Fotos: Katvic / Shutterstock.com

Estações do ano. Fotos: Katvic / Shutterstock.com

Estações do Ano

  • PrimaveraA primavera é a estação do ano onde ocorre o reflorescimento nas árvores. Os dias durante este começam a ficar mais longos.
  • VerãoNo verão as temperaturas são mais elevadas, com muito calor e dias longos.
  • OutonoO outono é caracterizado pela redução das temperaturas, mudanças bruscas no tempo, amadurecimento dos frutos em árvores e noites mais longas.
  • InvernoNo inverno as folhas das árvores caem por causa do tempo frio. Em alguns lugares no sul do Brasil chega a nevar!

Outros assuntos

Bibliografia:

AYOADE, J. O. 1996. Introdução á climatologia para os trópicos. Rio de Janeiro, Bertrand Brasil.

OLIC, Nelson B., SILVA, Angela C. da, LAZONO, Ruy. Vereda digital geografia. 1.ed. São Paulo: Moderna, 2012.

ADAS, Melhem, ADAS, Sérgio. Expedições geográficas, 6º ano. 1.ed. São Paulo Moderna, 2011.

ADAS, Melhem, ADAS, Sérgio. Expedições geográficas, 8º ano. 1.ed. São Paulo Moderna, 2011.

TERRA, Lygia, ARAUJO, Regina, GUIMARÃES, Raul B. Conexões: estudos de geografia e do Brasil. 3.ed. São Paulo: Moderna, 2015.

Araribá Plus Geografia. Obra coletiva concebida, desenvolvida e produzida pela Editora Moderna: editor executivo Cesar Brumini Dellore. 4.ed. São Paulo: Moderna, 2014.