Silicone

O silicones podem ser considerados compostos semi-orgânicos por ter no meio de sua cadeia principal um átomo de silício, que geralmente se encontra combinado com um átomo de óxigênio. Em alguns outros tipos de silicones, outros elementos também estão envolvidos. São compostos inertes, ou seja não reagentes, com diversas aplicações e formas de uso, como por exemplo óleo e graxa de silicone que são usados como lubrificantes para vários fins por manter suas propriedades em uma ampla faixa de temperatura. Sua hidrofobicidade o torna um importante selante contra água, mas não contra vazamento de gases por ter uma alta permeabilidade para gases, ar incluso. Também utilizadas em próteses estéticas. A sua característica de ser inerte garante que há um baixo risco de rejeição.

Frederick Kipping  foi o químico inglês responsável pela primeira síntese e estudos aprofundados dos compostos hoje chamados de silicones. Principalmente na área de lubrificantes.

A produção do silicone se dá através de uma reação de polimerização de compostos como clorosilano e tetraetoxisilano. Deve ser realizada em vasos e reatores fechados e com controle de pressão devido a liberação de ácido clorídrico gasoso durante o processo. Esse gás é muito perigoso para a saúde. Em alguns processos, o cloro é substituído por acetato no monômero da reação, fazendo com que haja a liberação de ácido acético no lugar de ácido clorídrico, deixando a reação menos perigosa. Como um ponto negativo dessa substituição, o silicone depois de sintetizado, demora mais para ser estabilizado. Como qualquer outro polímero, o silicone pode ter diversas modificações em sua cadeia a fim de obter diferentes caracteristicas. Pode-se adicionar cadeias laterais a fim de realizar cross linking e tornar as cadeias mais rigidas. Ou então adicionar cadeias longas que se liguem a outras cadeias permitindo que ele não perca o formato original.

No nosso cotidiano é difícil encontrar áreas onde o silicone não esteja ou não possa ser empregado. Como artigos do lar, utensílios de cozinha feitos de silicone. Fôrmas e talheres multicoloridos que não se deformam no calor. Na área de cosméticos ele é muito utilizado em artigos para cabelos por melhora a aparência e textura. Na área médica, as proteses não são usadas apenas para tratamentos cosméticos, mas também para melhorar a qualidade de vida de pessoas que perderam partes do corpo. Em aparelhos eletrônicos é onde o silicone mostra usa grande versatilidade, podendo ser usado tanto como um condutor quanto como isolante. Depende de como foi sintetizado e dos componentes utilizados no silicone.

Fontes:
http://books.google.com/books?id=0VJD6MzH9D8C&pg=PT27&hl=pt-BR#v=onepage&q&f=false
http://en.wikipedia.org/wiki/Silicone

Arquivado em: Compostos Químicos