História da Televisão no Brasil

Por Fernando Rebouças
Francisco de Assis Chateaubriand Bandeira de Melo, nascido na cidade de Umbuazeiro, estado da Paraíba, no dia 5 de outubro de 1892, proprietário da empresa de comunicação “Diários Associados” que abrangia jornais e emissoras de rádio. No dia 18 de setembro de 1950, inaugura a TV Tupi, em São Paulo, no canal 3.

A Televisão brasileira passou por teste e pré-estréias antes da fundação da TV Tupi, a primeira transmissão ocorreu no saguão dos “Diários Associados”, onde alguns aparelhos de TV transmitiram a apresentação do cantor Frei José Mojica, do México. Dois meses antes da inauguração da TV Tupi, aconteceu a transmissão de um show, o “Vídeo Educativo”, no auditório da Faculdade de Medicina de São Paulo.

Depois de testes de transmissão, no dia 18 de setembro de 1950, a TV Tupi era inaugurada sob a razão social “Rádio e Televisão Difusora”, em estúdios na rua 7 de abril, centro paulista. A TV Tupi iniciou o seu trabalho de transmissão utilizando equipamentos RCA.

Duzentos aparelhos de TV foram importados e distribuídos por Chateaubriand pela cidade, uma maneira de atrair o interesse do público, cuja grande maioria ainda não possuía aparelhos em casa. As transmissões ocorriam das 18 hrs às 23 hrs e grande parte dos profissionais que iniciaram a produção de TV no Brasil foram provenientes do rádio, jornal e teatro; nos EUA, por exemplo, as empresas de televisão abarcaram os profissionais do cinema.

O primeiro programa a ir ao ar é “TV na Taba”, com Hebe Camargo, Ivon Cury e outros artistas. O primeiro telejornal, “Imagens do Dia”, entrou no ar no dia 19 de setembro, cujas matérias ram feitas com câmeras de cinema. As primeiras empresas que compraram espaço publicitário, apesar do inicial e incipiente mercado televisivo brasileiro, foram Sul América Seguros, Antártica, Moinho Santista e Prata Wolf.