Turismo Cultural

O Turismo Cultural é uma espécie de deslocamento turístico praticado em localidades, sejam elas bairros, cidades, países, que possuem territórios detentores de elementos culturais, históricos, alguns deles inclusive constituindo um patrimônio histórico-cultural. Normalmente são áreas nas quais foram preservados monumentos, complexos arquitetônicos e qualquer outro símbolo de natureza histórica.

Esta modalidade de turismo também está relacionada com eventos artísticos, culturais, educativos, informativos ou de natureza acadêmica. A principal característica deste movimento de turistas é a interação duradoura e mais pessoal com o grupo que habita a localidade turística.

Geralmente estes transportes turísticos são de curto alcance, compostos de várias viagens pequenas e complementares no interior de uma mesma região, com o objetivo de transmitir maiores conhecimentos e vivências culturais. Nestes passeios os órgãos oficiais têm a oportunidade de enriquecer e disseminar a importância e o significado dos haveres materiais e imateriais da cultura humana.

O Turismo Cultural está crescendo gradualmente em todo o Planeta. Ele não oferece apenas entretenimento, mas principalmente a ampliação do conhecimento e da cultura dos turistas. Estadistas e agentes turísticos vêm promovendo cada vez mais esta modalidade de turismo, que compreende locais históricos e arqueológicos, quilombos, obras artísticas, museus, casas de cultura, festas, rituais, a gastronomia específica de determinadas localidades, artesanato, manifestações culturais típicas, feiras e mercados antigos, cultura popular, eventos tradicionais, entre outros.

Há interesses, tanto comunitários quanto governamentais, que envolvem a luta para preservar e resgatar cidades e monumentos históricos, o que também contribui para estimular o desenvolvimento do Turismo Cultural. Além disso, ele propicia o intercâmbio entre culturas diferentes, o hábito de conviver com o outro, e a consequente aquisição da tolerância.

O movimento turístico de natureza cultural é sempre composto por turistas que têm como objetivo concreto a procura de novas experiências e idéias, conhecer pessoas diferentes, integrantes de culturas distintas, outras atrações e civilizações. Os promotores deste turismo visam não exatamente os destinos geográficos destas pessoas, mas especificamente o próprio indivíduo em trânsito.

Nem sempre, porém, o turista tem realmente à disposição o tempo necessário para conhecer melhor a cultura distinta da sua e o outro. Muitas vezes esta interação é rápida e aparente, sem uma maior preocupação dos organizadores em efetivar um contato mais profundo e fértil. Afinal, é preciso não apenas passear por instituições culturais, mas realmente conhecer, investigar, estudar e interpretar as informações.

O Turismo Cultural pode ser subdividido em turismo científico – uma jornada de pesquisas e estudos -; turismo de congresso – intercâmbio de conhecimentos entre integrantes de uma mesma área ou profissão -; turismo cívico, religioso, místico/esotérico e étnico, entre outros.

Fontes:
http://www.turismo.gov.br/turismo/programas_acoes/regionalizacao_turismo/estruturacao_segmentos/turismo_cultural.html
http://www.suapesquisa.com/turismo/turismo_cultural.htm
http://pt.wikipedia.org/wiki/Turismo_cultural
http://spintravel.blogtv.uol.com.br/2008/09/20/e-a-politica-nacional-de-turismo

Arquivado em: Cultura, Geografia