Arquimedes e o Início da Ciência

Por Felipe Araújo
“Aquele que tentou e não conseguiu é superior àquele que nada tentou”. (Arquimedes)

No começo da ciência, as contribuições de Arquimedes foram de extrema importância para a matemática, astronomia, física e engenharia. Entre suas descobertas matemáticas estão os principais teoremas sobre a geometria dos círculos, cones, cilindros, planos, esferas e parábolas.

No campo da astronomia, Arquimedes elaborou um mapeamento esférico em três dimensões do céu. Fora isso, seus estudos sobre física foram relacionados a dispositivos como a alavanca, a polia e o parafuso. Este último ficou conhecido como O Parafuso de Arquimedes, que servia como uma bomba rotatória para enviar água e irrigar córregos.

Eureka!

Uma de suas maiores contribuições para a ciência foi a invenção da hidrostática, parte da física que estuda os líquidos e os gases em repouso sob ação de um campo gravitacional constante. A famosa história desta descoberta ocorreu quando Arquimedes estava sentado em sua banheira. Foi quando ele concluiu que todo corpo, quando mergulhado em um fluído (em forma líquida ou gasosa) sofre, por parte deste fluído, uma força vertical para cima, que tem a mesma intensidade do peso do fluido deslocado pelo corpo.

Dados e curiosidades sobre a vida de Arquimedes

Arquimedes nasceu em Siracusa, na Sícilia, no ano de 287 a.C. Ele é considerado até hoje um dos maiores matemáticos que viveram antes do Renascimento e suas inúmeras contribuições ao campo científico ainda são utilizadas. No período em que Alexandria era o cerne do conhecimento, Arquimedes frequentou a Universidade de Alexandria junto a Conon de Samos, um astrônomo e matemático grego.

Além das contribuições científicas, Arquimedes também foi inventor de armas bélicas. De acordo com alguns historiadores, na época em que o exército romano iniciou os ataques à Siracusa, Arquimedes projetou diversas armas para que a cidade fosse defendida. Entre estas invenções, estão as catapultas e os espelhos que refletiam o Sol causando incêndios em bases inimigas.

Mesmo com a ajuda de Arquimedes, os romanos invadiram Siracusa em 216 a.C. Existiam ordens para que o matemático fosse poupado, mas isso não ocorreu. Ao gritar com um soldado romano que havia lhe interrompido durante alguns cálculos, acabou sendo morto.

Entre as obras que Arquimedes deixou como legados estão: Equilíbrios Planos, na qual fundamenta a lei da alavanca, Sobre a Esfera e o Cilindro, em que utilizou um método conhecido como exaustão para determinar a superfície de uma esfera estabelecer a relação entre uma esfera e o cilindro nela circunscrito.

Fontes:
YERNE, Bill. Cem Homens que Mudaram a História do Mundo, São Paulo: Ediouro, 2004.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Arquimedes
http://educacao.uol.com.br/fisica/hidrostatica-o-estudo-dos-liquidos-e-dos-gases-em-repouso.jhtm
http://www.infoescola.com/biografias/arquimedes/