Bicentenário de Charles Dickens

Por Fernando Rebouças
O escritor inglês Charles Dickens, cujo nome completo era Charles John Huffam Dickens, nasceu em 7 de fevereiro de 1812, há 200 anos, e faleceu em 9 de junho de 1870, adotava o pseudônimo Boz no início de suas publicações. É considerado o mais conhecido escritor inglês da era vitoriana.

Autor de grandes obras como “David Copperfield”, “Oliver Twist”, e “A Christmas Carol”, era filho de John Dickens e de Elazabeth Barrow. Na adolescência, depois da prisão de seu pai, Dickens teve que trabalhar numa fábrica de graxa de sapatos, se retirando do emprego depois da recuperação financeira de  sua família alcançada por meio de uma herança.Porém, a experiência no meio fabril viria a servir de cenário em muitas de suas obras.

Posteriormente, trabalhou num cartório e, em 1832, começou a trabalhar como reporte no Jornal “Morning Chronicle”, no jornal começou a publicar crônicas de humor assinando com o pseudônimo Boz. Somente assinaria com o seu nome próprio ao lançar no mesmo jornal os capítulos de sua obra “As Aventuras do Sr.Pickwick”.

Em 2 de abril de 1836, se casou com Catherine Hogarth, tendo dez filhos. Nos anos seguintes, escreveu as obras "Oliver Twist", "Vida e Aventura de Nicholas Nickleby", "Loja de Antiguidades", "Barnaby Rudge", "Martin Chuzzlewitt", "A Christmas Carol", "The Chimes", "O Grilo da Lareira", "David Copperfield", "Assim São Dombey e Filho", A Casa Sombria" e "Tempos Difíceis".

A cidade de Londres, cidade na qual o escritor chegaria em 1820, aos oito anos de idade, serviria de inspiração para os seus livros. Em 7 de fevereiro de 2012, duzentos anos depois de seus nascimento, a capital da Inglaterra retribuiu um de seus principais escritores  por meio de uma exposição especial.

Segundo a crítica literária, Dickens soube captar a alma da sociedade inglesa de seu tempo. Considerado um dos primeiros escritores urbanos da Era Industrial inglesa, a exposição foi aberta no Museu de Londres.

Além desse evento, foi planejada a republicação de seus textos num veículo batizado de Dickens Newspaper disponíveis em e-book no próprio museu com ilustrações de David Foldvari.

Em comemoração à data, foi lançado o livro Charles Dickens, a Life, do escritor Claire Tomalin,  resultado de cinco anos de pesquisas. A obra relata o perfil do escritor homenageado , sempre mergulhado em seu trabalho criativo.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Charles_Dickens
http://educacao.uol.com.br/biografias/charles-dickens.jhtm
http://gazetaweb.globo.com/gazetadealagoas/noticia.php?c=196545