História do Ônibus

Por Fernando Rebouças
No trânsito do dia-a-dia, muitas pessoas preferem transitar pelas ruas de carro, ou utilizar as linhas de metrô pela velocidade, comodidade e segurança. Porém, no quesito de transporte público municipal e intermunicipal, o ônibus ainda é o transporte coletivo mais popular nas cidades, e ainda muito usado por trabalhadores, principalmente em países como o Brasil.

O primeiro serviço de transporte público a surgir no mundo foi criado pelo matemático francês Blaise Pascal. Desde 1617, já havia o serviço de carros de aluguel, mas sob autorização do rei Luís XIV, Pascal lançou o serviço de carroças que oferecia percurso em cinco ligações urbanas em Paris, a partir de 1662.

Na cidade francesa de Nantes, através de um serviço de transporte com carros puxados à cavalo, surgiu o termo “ônibus”. Um dos pontos de parada dos carros era em frente a uma chapelaria, cujo dono se chamava “Omnês”, que para atrair clientes colocou um letreiro em sua loja : “Omnês O,nibus”, que em latim significa “para todos”; passageiros passaram associar o termo escrito ao transporte coletivo que utilizavam.

O primeiro serviço de transporte de ônibus no Brasil foi implantado em 1908, ligando a Praça Mauá ao Passeio Público, no Rio de Janeiro. Um dos primeiros empresários do setor em nosso país, Octávio da Rocha Miranda, utilizou carrocerias “Guy” com motores alemães “Damler”. A primeira empresa de transportes do país, formada a partir de uma associação entre Rocha Miranda e Octávio Mendes, que fundaram a “Auto-Avenida”, e que durou até 1917.

Fontes
Jornal O Globo.
Jornal O Passageiro – set/2008.