Joyeuse

Joyeuse é o nome dado à espada de uso pessoal do estadista Carlos Magno.

J-28-A espada Joyeuse está hoje no Museu do Louvre, e antes, entre os anos de 1270 a 1793, ela foi mantida no monastério de São Dinis, do qual só saía para a cerimônia de coroação do rei da França, tendo como exceção Napoleão Bonaparte. Segundo a tradição, a espada pertenceu a Carlos Magno (742-814 d.C.), mas na verdade o pomo data do século X, a cruz do século XII e o punho do século XIII.

A Joyeuse é uma espada longa e luxuosíssima, cujo punho contém 552g de ouro, o que aumenta consideravelmente seu peso, além de contas da pedra preciosa lápis-lazúli. O comprimento total da espada é de 98cm, e o peso é de 1,63kg. A lâmina tem 84 cm de comprimento e 5,4 cm de largura.

Algumas lendas dizem que ela foi produzida para conter a Lança de Longinus em seu punho, outros afirmam que foi fabricada a partir dos mesmos materiais que Durendal de Roland e Ogier Curtana.

A espada Joyeuse de Carlos Magno foi usada nas procissões de coroação dos reis de França, tendi sido a primeira em 1270 e a última em 1824. A espada foi mantida na Basílica de Saint Denis, pelo menos desde 1505, e se mudou para o Louvre em 1793.

A Joyeuse hoje é um composto de várias partes adicionadas ao longo dos séculos de sua utilização como espada de coroação. Mas, basicamente, é uma lâmina tipo Oakeshott XII medieval, a maioria datando do século X. Martin Conway assegurou que a lâmina poderia datar do século IX, abrindo a possibilidade de que ela tenha sido de fato a espada de Carlos Magno, enquanto Guy Laking data para o início do século XIII. Alguns autores têm argumentado que a lâmina medieval pode ter sido substituída por uma réplica moderna em 1804, quando a espada foi usada na coroação de Napoleão Bonaparte.

Bulfinch Mythology descreveu Carlos Magno usando a Joyeuse para decapitar o comandante sarraceno Corsuble e seu companheiro, o cavaleiro Ogier. A aldeia de Joyeuse, Ardèche, presume que o nome da espada foi dado porque ela teria sido supostamente perdida em uma batalha, e foi recuperada por um dos cavaleiros de Carlos Magno. Para agradecê-lo, Carlos Magno concedeu uma espada, chamada Joyeuse, que significa "alegre". Baligant, um general dos sarracenos, nomeou sua espada, a fim de não parecer inferior a Carlos Magno.

A importância da figura de Carlos Magno não reside apenas em suas habilidades como um estadista e seu valor comprovado em lides de guerra: a sua importância reside também na enorme dedicação dada ao ambiente cultural em todas as suas manifestações. Carlos Magno herdou de seu pai uma parte do reino dos francos e, depois de 47 anos reinado, foi capaz de estender os limites do seu território da Península Ibérica para a Europa Central. Em 800 ele foi coroado imperador pelo papa Leão III.

Sua destreza pôde ser notada na guerra travada por mais de 30 anos, na qual ele exibiu sua grande habilidade diplomática, e também ficou conhecido por sua defesa do cristianismo e do apoio dado às artes e ciências.

Arquivado em: Curiosidades