O Esfriar e o Esquentar

Licenciatura Plena em Química (Universidade de Cruz Alta, 2004)
Mestrado em Química Inorgânica (Universidade Federal de Santa Maria, 2007)

Este texto traz 10 temáticas para discussão elaboradas a partir dos capítulos 3 e 4 do livro “A Vida no Limite: A Ciência da Sobrevivência”, de Frances Ashcroft. Essa obra expressa o comportamento instintivo e biológico de sistemas vivos quando submetidos a condições extremas, como o calor, o frio a pressão e a altitude.

1. As razões pelas quais as mãos “mudam de cor” quando expostas a temperaturas muito baixas.

Sob temperaturas muito baixas, a circulação sanguínea é dificultada, pois é pelo fluxo sanguíneo que a temperatura corporal é mantida.

2.  A explicação o fato do “arrepio” que sentimos na pele ser um instinto primitivo necessário para manutenção da temperatura em algumas espécies.

Uma possível explicação a esse fato está na maior eficiência de manutenção da temperatura quando temos os pelos corporais perpendiculares, os quais agem como um isolante térmico.

3. A razão da febre já ter sido induzida em pacientes como tratamento clínico.

O aumento da temperatura corporal pode provocar a degradação de organismos patogênicos infectantes do organismo humano.

4. A razão pela qual uma amostra de água aquecida “esfria” quando exposta ao meio.

Essa amostra de água cederá calor às moléculas ao seu redor, uma vez que encontra-se inicialmente a uma temperatura mais alta do que o meio.

5. A razão pela qual o vento é um fator determinante da redução da sensação térmica.

Em dias “frios” e com vento, as moléculas gasosas que rodeiam nosso corpo e já estão aquecidas são constantemente renovadas, o que faz com que percamos calor com mais eficiência.

6. A razão pela qual uma vestimenta “pesada” é útil em dias frios.

Uma vestimenta atua como um isolante térmico, dificultando a perda de calor de nosso corpo para o meio ambiente.

7. Seria possível a perda de calor no vácuo absoluto?

Não, pois para a ocorrência de transferência de calor é necessário o contato entre dois sistemas materiais de temperaturas distintas.

8. Os mecanismos naturais responsáveis pela manutenção da temperatura corporal do homem.

Em dias quentes, o metabolismo humano mantém a sua temperatura corporal por meio da evaporação de moléculas de água, processo conhecido como suor. Em dias frios, a manutenção da temperatura se dá pelo consumo de calorias e produção de energia metabólica.

9. A forma pela qual a temperatura e o calor podem ser medidos, os instrumentos utilizados e as unidades de medida.

A temperatura pode ser medida por meio de termômetros, e é expressa principalmente em graus Celsius, graus Farenheight e Kelvin. O calor pode ser medido por meio de calorímetros, e é expresso principalmente em Calorias ou Joules.

10. Ao que se deve o fato de a temperatura da água ser mais baixa do que a temperatura de um metal quando ambos estão em um mesmo ambiente.

A água apresenta um maior calor específico do que qualquer metal, razão essa de estar sempre a uma temperatura mais baixa do que este quando exposta ao mesmo ambiente.

Referências:
ASHCROFT, Frances; A Vida No Limite, Zahar, Rio de Janeiro/RJ, 2000.

Arquivado em: Curiosidades