Papel Kraft

Por Fernando Rebouças
Sabemos que o papel é um dos suportes físicos mais utilizados no dia a dia da humanidade, é essencial para o mercado e, apesar dos processo digitais de informação, ainda possui grande importância no registro e trabalho de qualquer sociedade.

A fabricação do papel Kraft, cuja superfície é mais bruta em comparação ao papel branco, possui processo de fabricação parecida com a produção do papel reciclado que utiliza refugos de papel como matéria-prima.

O Kraft é fabricado a partir da mistura de fibras de celulose curtas e longas retiradas de polpas de madeiras macias, que permitem ao papel ter maior resistência mecânica e relativa maciez. É mais resistente, fabricado com celulose química virgem, produzido normalmente por uma fábrica integrada, que produz a celulose e depois o papel. São utilizados hoje para diversas embalagens de papel de cor branca ou também coloridas. Já o papel semi-kraft possui diversas categorias, conforme ele vai sendo produzido com misturas de fibras químicas kraft virgens e de aparas ou pastas mecânicas e semi-químicas.

O papel Kraft é largamente utilizado para  a produção de sacos, sacolas, envelopes de correspondência, cartões e cartonagens. Também é utilizado para a produção de papelão ondulado.

É um tipo de papel que possui cor castanho amarelado. Dentre os tipos, podemos citar:

  • Papel Kraft Natural – Possui 100% de fibra longa, é mais resistente, monolúcido; tem alto brilho e aderência; propício para proteção de produtos.
  • Papel Semi-Kraft – É 100% reciclado, não agride a natureza; maior economia de custo e possui qualidade.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Papel_kraft
http://www.abpo.org.br/infor_tec_faq.php
http://www.mtmpapeis.com.br/bobinas.htm
http://www.coopamare.org.br/material.htm
http://www.eps.ufsc.br/disserta96/mirian/cap4/cap4.htm