Sleeveface

Por Felipe Araújo
O Sleeveface é uma mania que se espalhou pela internet e ganhou adeptos no mundo todo. Basicamente, a brincadeira resume-se em fotografar a capa de um disco no lugar de uma das partes do corpo, não necessariamente no rosto, como indica o próprio nome. Levando em conta todas as comunidades, sites e blogs existentes na internet, estima-se que os adeptos do “vinil na cara” estejam espalhados pelo mundo todo. No Brasil, nota-se a prática em comunidades como a “Sleeveface Brasil”, do Orkut, que tem mais de 100 pessoas. Há também um blog brasileiro atualizado com imagens diariamente, onde os internautas enviam fotos novas com seus discos preferidos.

Apesar da fama repentina que a moda obteve, essa bizarrice teve início em uma brincadeira entre músicos e fanáticos por discos. Segundo alguns relatos, o Sleevaface nasceu quando alguns fotógrafos postaram diversas imagens deste tipo no website waxyderm.com. Apesar desta primeira versão, a fama ficou com DJ Carl Morris e seus amigos da cidade de Cardiff, País de Gales. Tudo começou quando Morris estava em uma festa discotecando e resolveu, sabe-se lá porque, pegar o disco McCartney II, de Paul McCartney, e colocar acima do pescoço, substituindo sua face pela do famoso Beatle. Então, alguém fotografou a loucura, e realmente parecia que era o velho Paul que comandava as pick-ups. Daí iniciou-se a mania da “bolacha na cara”. Fanático por música, o DJ comanda a gravadora My Kung Fu, onde, junto com seus sócios, fica escutando música a mexendo em vinis o dia inteiro.

A repercussão do episódio foi tanta que Morris teve que abrir um site para armazenar a quantidade de fotos dos fãs do Sleeveface. No começo, a onda era conhecida apenas por nerds musicais como ele. Pouco tempo depois, começou a receber uma infinidade de imagens de fãs do mundo inteiro. Para se ter uma ideia da quantidade de pessoas interessadas, a rede social Facebook tem mais de 15 mil membros que curtiram o Sleeveface, além dos vídeos postados no Youtube, no qual há dois vídeos com mais de 500 mil visualizações.

Em 2008, Carl Morris e John Rostron juntaram mais de mil fotos deste tipo e lançaram a coleção Sleeveface: be the vinyl, pela editora americana Paperback. “Este livro não ajudará você a perder peso, fazer amigos ou dinheiro, não fará você parar de comer chocolate ou mudará a maneira como você pensa. Irá, entretanto, fazer você rir, observando brilhantes fotografias”, afirmou Huw Stephens, amigo de Carl Morris e radialista da emissora inglesa BBC1.

Mais um brincadeira estranha que une a criatividade de fanáticos por vinis e a facilidade que a internet proporciona para a troca de arquivos no mundo todo. A verdadeira graça do Sleeveface é ser algo interessante e ao mesmo tempo lembrar uma brincadeira infantil. Aliás, quem nunca fez isso com um vinil ou CD mesmo antes de saber do Sleeveface?

Fontes:
http://www.fiamfaam.br/momento/?pg=leitura&id=1613&cat=0
http://www.sleeveface.com/
http://www.flickr.com/groups/sleeveface/pool/