Tao Te Jing

Tao Te Ching é o nome de uma obra da literatura clássica chinesa cujo título, numa tradução livre em português seria "Livro do caminho para a virtude". Acredita-se que tenha sido composto por volta do século VI a.C. e é atribuído ao filósofo Lao Zi, um arquivista na corte da dinastia Zhou, apesar de haver certo debate acerca de sua verdadeira autoria e mesmo de sua real existência. O Tao é um dos textos fundamentais da religião taoísta e ao mesmo tempo um dos cânones do budismo chinês. É ainda objeto de estudo da Filosofia, devido à natureza de seu conteúdo, que se concentra em vários aspectos da existência.

Reza a tradição que o velho mestre, tendo cerca de 80 anos e desiludido com a realidade à sua volta, repleta de indivíduos pouco dispostos a seguirem o caminho da bondade natural, se dirigiu ao Tibete, na fronteira ocidental de China, quando um guarda de fronteira, ao abordá-lo, lembrou-lhe que possivelmente todos os seus ensinamentos cairiam no esquecimento se alguma coisa não ficasse gravada. Com este raciocínio em mente, Lao Tsé começa a redigir, em uma grande pedra, a coletânea dos 81 breves seções que se tornariam a síntese de sua sabedoria e do pensamento Monista Chinês, e receberia o nome de Tao Te Jing.

Pouco se sabe de concreto sobre a vida de Lao Tsé, que teria sido contemporâneo de outro grande filósofo chinês, Confúcio. Há uma obra chinesa muito antiga chamada "Shi Chi" (Apontamentos Históricos) que diz que Lao Tsé, cujo nome real seria Er Dan Li, nasceu no Sul da China, numa região chamada Chu em torno do ano 604 a.C. Mas há também os que afirmam que o Tao Te Jing é na verdade uma compilação de versos de vários pensadores de escolas de pensamento do século III a.C., que genericamente usavam o título de Lao Zi (ou Lao Tsé, que em chinês significa "velho mestre", ou simplesmente "o velho").

O livro está estruturado de uma maneira bastante incomum para os padrões atuais, pois não é um tratado ou um texto técnico da maneira como geralmente encontramos, mas é na verdade uma reunião de 81 mensagens ou reflexões estruturadas na forma de pequenos poemas, destinados a diversas situações experimentadas por qualquer pessoa. Isso torna as mensagens do Tao muitas vezes incompreensíveis, ou de difícil interpretação, pois os conceitos que o livro traz raramente possuem um significado definitivo e imutável.

Bibliografia:
Lao Tsé e o Tao Te Ching. Disponível em <http://www.saindodamatrix.com.br/archives/2002/07/lao_tse_e_o_tao.html>. Acesso em: 18 abr. 2012.

Arquivado em: Curiosidades