Aplicações e Vantagens do Biogás

Por Caroline Faria
A decomposição da matéria orgânica na ausência de oxigênio libera um gás que é composto em sua maior parte por metano e dióxido de carbono ao qual se dá o nome de biogás: um gás incolor, altamente combustível que pode ser, eventualmente, encontrado na natureza onde surge de forma espontânea em locais como pântanos, fundos de lagos e jazidas de carvão. E que por sua característica combustível, pode ser usado para gerar energia de forma barata, descentralizada e limpa.

Embora o biogás possa ser encontrado na natureza, esta forma é bastante rara e dispendiosa. Por isso, o meio mais difundido de obtenção do biogás para fins energéticos é a sua geração através de biodigestores que convertem matéria orgânica (geralmente dejetos animais produzidos em fazendas, ou lodos de estações de tratamento de esgoto) em biofertilizante (a matéria sólida que resta após a decomposição) e biogás através da digestão anaeróbia, que é realizada por alguns tipos de bactérias.

Seja qual for o método, o fato é que a digestão anaeróbia da matéria orgânica é um meio de tratamento de resíduos que além de evitar a poluição de rios e solos com o despejo direto dos dejetos animais, humanos ou outros resíduos (o que ocorre principalmente no meio rural e em localidades urbanas pouco desenvolvidas), possibilita ainda, a eliminação de agentes patógenos e a oportunidade de geração de energia de forma descentralizada.

O biogás pode ser usado para gerar energia de várias formas: energia térmica, mecânica ou luminosa.

Para geração de calor pode-se usar o biogás em fogões a gás ou queimadores que necessitam apenas de uma adaptação no diâmetro dos orifícios de descarga do gás uma vez que a pressão pode ser menor. O biogás é usado para aquecimento também em aviários onde substitui o GLP, e pode ser usado como combustível em secadores de grãos, além de outras aplicações.

Para geração de energia mecânica o biogás é usado em motores de combustão interna substituindo os combustíveis convencionais que serão necessários apenas para dar a partida uma vez que a mistura de ar e biogás, usada nos motores, não é auto-incandescente.

E para iluminação o biogás pode ser usado em lampiões a gás, ou em sistemas de iluminação a gás que utilizam o gás natural canalizado, e, também com sua utilização em motores de combustão interna, microturbinas ou turbinas a gás, pode ser usado para gerar energia elétrica.

Fontes
http://www.biodieselbr.com