Cânceres mais comuns em homens

Graduação em Biologia (CUFSA, 2010)
Especialização/MBA em Análises Clínicas (Uninove, 2012)

Existem vários tipos de câncer que podem atingir a população em geral e possuem diversos fatores de risco associados, porém, alguns tipos da doença acometem mais determinado sexo, além dos tipos exclusivos da anatomia de cada sexo. Entre os tipos de câncer mais comuns em homens estão o câncer de próstata, câncer de pulmão, câncer de estomago, câncer de cavidade oral, câncer de testículo e câncer de pênis.

Câncer de próstata

Apesar de existir uma intensa campanha preventiva, esse é o tipo de câncer mais comum entre os homens, principalmente por existir um preconceito por parte deles em fazer o exame de toque. O aparecimento da doença está associado principalmente com a idade. Os homens acima de 50 anos são os mais vulneráveis e devem realizar o exame preventivo anualmente. A próstata é uma glândula que faz parte do aparelho reprodutor masculino e sua principal função é produzir parte do líquido que forma o sêmen.

Câncer de Pulmão

O câncer de pulmão é um dos mais comuns no mundo. É um câncer agressivo e representa uma taxa elevada de mortalidade. A faixa etária frequentemente acometida é de 60 anos a 70 anos. Disparadamente, o tabagismo é o principal fator de risco para o desenvolvimento desse câncer, com estimativa de 90% dos casos relacionados ao tabagismo. Sendo assim, a maioria dos casos poderiam ser evitados com a diminuição do vício de fumar. Existem diversas campanhas preventivas por parte dos governos, porém, o número de fumantes ainda é alto.

Câncer de estômago

O câncer de estômago tem alta incidência em homens, por volta dos 70 anos e existem diversos fatores de risco associados ao desenvolvimento da doença nessa região, como a infecção por uma bactéria denominada Helicobacter pylori, conhecida como H. pylori, indicada como uma bactéria carcinogênica, pois a infecção que ela provoca pode levar a ulceração da parede do estômago e, além da infecção pela bactéria, outros fatores como a úlcera, a gastrite crônica, tabagismo, tabagismo associado ao consumo de álcool, condição hereditária e ter caso na família (pai, mãe e irmãos) de câncer de estômago. O diagnóstico do câncer gástrico se inicia pela Endoscopia Digestiva Alta.

Câncer da cavidade oral

O câncer da boca é um dos mais frequentes no Brasil, sendo um dos mais incidentes no sexo masculino. O uso pesado de tabaco e álcool são os fatores de risco fortemente associados com o desenvolvimento da doença, entretanto, recentemente foi descoberto a relação entre a infecção pelo Papiloma vírus Humano (HPV), que é o mesmo vírus associado ao câncer de colo de útero nas mulheres, e o câncer da cavidade oral.

Câncer de testículo

O câncer de testículo ocorre com baixa frequência e diferente de outros tipos de câncer que costumam surgir em indivíduos mais velhos, atinge indivíduos jovens, entre as faixas etárias de 15 e 50 anos. O sintoma mais comum é o aumento de volume dos testículos e o surgimento de um nódulo duro. Os testículos fazem parte do sistema reprodutor masculino e são responsáveis pela produção dos espermatozoides e do hormônio masculino, testosterona. Este tipo de câncer pode ser facilmente curado quando detectado precocemente.

Câncer de pênis

O câncer de pênis é raro e ocorre com maior incidência em homens a partir dos 50 anos de idade. Os principais fatores de risco para o câncer de pênis são a falta de higiene do órgão genital, fimose e infecção pelo vírus HPV. Este tipo de câncer está relacionado a baixas condições socioeconômicas. A limpeza do órgão genital durante o banho, por exemplo, impede o acúmulo de secreção, e assim previne a inflamação crônica.

Leia também:

Bibliografia:

http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home

https://www.hcancerbarretos.com.br/82-institucional/noticias-institucional/1300-informacao-saiba-quais-sao-os-tipos-de-cancer-mais-comuns-no-brasil

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Câncer, Doenças