Cânceres mais comuns em mulheres

Graduação em Biologia (CUFSA, 2010)
Especialização/MBA em Análises Clínicas (Uninove, 2012)

O câncer pode surgir em qualquer indivíduo, e existem diversos fatores de riscos fortemente associados com o desenvolvimento da doença como o uso do tabaco, do álcool e a predisposição genética. Os cânceres mais comuns em mulheres são os de mama, câncer colorretal, câncer de colo do útero e de tireoide. Vale ressaltar que o câncer de pele não-melanoma é disparadamente o tipo de câncer mais comum em ambos os sexos.

Câncer de mama

É o tipo de câncer mais comum entre as mulheres. Os principais fatores de risco são a idade, sendo a maior incidência em mulheres acima de 50 anos, pode ocorrer também em mulheres mais jovens, mas a incidência é baixa, a história familiar, ausência de filhos, primeira gravidez após os 30 anos, uso de anticoncepcionais, consumo de álcool e a obesidade. Em geral, este tipo de câncer apresenta um bom índice de cura, principalmente quando diagnosticado em sua fase inicial. Realizar o autoexame e rotineiramente procurar um médico para exames como a mamografia, são essências e fortemente frisados em campanhas de conscientização da doença. Obs.: esse câncer também pode ocorrer em homens.

Câncer colorretal

O câncer colorretal inclui tumores que acometem o intestino grosso subdivido em cólon e reto. Em geral, uma característica desses tumores é a origem em pólipos, que são lesões benignas que podem crescer lentamente na parede interna do intestino grosso, chegando a anos até que se torne um tumor maligno. A identificação através da colonoscopia e a remoção desses pólipos é uma maneira de prevenir o aparecimento dos tumores que, quando surgem e são detectados precocemente tem taxas elevadas de cura. Os principais fatores de risco incluem uma dieta rica em carnes vermelhas processadas como bacon, salsicha, salame, presunto, mortadela, etc., e gorduras, a idade acima de 50 anos, a falta de exercícios físicos, a obesidade, o tabagismo, o alcoolismo, o fato de já ter tido pólipos ou câncer colorretal ou doença inflamatória intestinal e a ocorrência de câncer colorretal em familiares próximos, de primeiro e segundo grau de parentesco.

Câncer de colo do útero

O câncer do colo do útero é causado pela infecção persistente por alguns tipos do Papiloma vírus Humano (HPV). Existem diversos tipos de HPV, divididos clinicamente em dois grandes grupos, os de baixo risco e os de alto risco. Os vírus de baixo risco são responsáveis pelas verrugas genitais, uma das doenças sexualmente transmissíveis mais comuns, frequentemente combatidas pelo sistema imunológico sem que haja grandes problemas e os HPVs de alto risco, principalmente os tipos 16 e 18 que são oncogênicos, possuem a capacidade de se integrar ao material genético do hospedeiro e são associados ao desenvolvimento do câncer. Atualmente existem exames preventivos, com destaque ao Papanicolau, que detecta as alterações das células, ainda nas fases inicias, facilitando o diagnóstico, tratamento e cura.

Câncer de tireoide

A glândula tireoide é responsável pela produção de hormônios que regulam o metabolismo corporal. Ela regula diferentes órgãos como coração e cérebro e também atua em diversos mecanismos como o crescimento e desenvolvimento de crianças e adolescentes, na regulação dos ciclos menstruais, na fertilidade, etc. É muito comum o aparecimento de nódulos benignos nessa região, que podem ser removidos cirurgicamente ou controlados com medicamentos específicos. Entretanto, em alguns casos, os nódulos podem progredir para carcinogênese de tireoide.

Leia também:

Fontes:
https://www.hcancerbarretos.com.br/cancer-de-mama
http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/tiposdecancer/site/home
http://www.endocrino.org.br

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Câncer, Doenças