Conjuntivite Tóxica

A Conjuntivite Tóxica tem como etiologia o contato direto com algum agente tóxico, como colírio medicamentoso, produtos de limpeza, poluentes industriais ou fumaça de cigarro, sabão, sabonetes, spray, maquiagens, cloro e tintas para cabelo. É comum pingar nitrato de prata 1% nos olhos de recém-nascidos, para evitar infecções; todavia, esta substância pode gerar uma conjuntivite tóxica.

O tratamento consiste em afastar o agente irritativo e lavar os olhos com água abundante. Em casos nos quais os agentes medicamentosos estejam causando a conjuntivite, este deve ser suspenso, sempre sob orientação médica.

Existem algumas medidas profiláticas e de controle úteis como:

  • Lavar as mãos com regularidade;
  • Evitar levar a mão suja aos olhos;
  • Evitar locais aglomerados ou freqüentar piscinas de clubes e academias;
  • Não coçar os olhos;
  • Trocar a tolha de banho e de rosto com freqüência;
  • Quando em crise, trocar a fronha do travesseiro diariamente;
  • Não compartilhar produtos de beleza, em especial, que entrem em contato com os olhos e as áreas próximas aos mesmos;
  • Evitar contato direto com outras pessoas quando estiver com conjuntivite;
  • Não usar lentes de contato durante este período;
  • Evitar tomar sol, bem como a luz, pois a claridade exacerba a dor.

Leia também:

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Conjuntivite
http://boasaude.uol.com.br/lib/ShowDoc.cfm?LibDocID=4426&ReturnCatID=1776
http://drauziovarella.com.br/doencas-e-sintomas/conjuntivite/
http://www.oftalmopediatria.com.br/texto.php?cs=2

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.
Arquivado em: Inflamações, Visão