Doenças Zoonóticas

Por Fernando Rebouças
Doenças Zoonóticas são aquelas causadas por novos agentes ou agentes já conhecidos que incidem em locais e espécies que ainda não apresentavam a doença. São consequência do avanço populacional sobre novas áreas, locais antes pertencentes a reservas florestais, por exemplo.

São de origem animal e podem infectar os seres humanos, sendo uma ameaça à saúde pública e animal em escala mundial.

Doenças aparecem em animais e, por outro lado, o ser humano amplia as suas construções sobre o habitat de animais de diferentes espécies, aumentando o contato entre o ser humano, animal doméstico e animal selvagem. O deslocamento de animais em viagens também amplia a transmissão dessas doenças.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) possui um departamento responsável por controle de zoonoses. Segundo o departamento responsável, as doenças zoonóticas crescem em todo o mundo. Os especialistas da OMS indicaram entre as principais doenças a gripe aviária, a febre Ebola da África, o Hantavirus e a encefalopatia espongiforme, conhecida popularmente como doença da vaca louca. A pneumonia atípica ainda é considerada uma doença zoonótica potencial, por ainda não terem encontrado relação entre o gato e o ser humano na transmissão.

A pneumonia atípica também é referida como síndrome respiratória aguda severa (SRAS), causando um surto em 2003, em países como China, Vietnã, Hong Kong e com menor intensidade no Canadá.

Na Ásia persiste o perigo da gripe aviária, pois ainda circula em menor intensidade em vários pontos da região. Além do deslocamento de animais domésticos, outras causas relacionadas são as viagens de longa distância, tipo de alimento consumido, nível de desenvolvimento econômico e falta de medidas de prevenção.

Frente às dificuldades de identificação de futuros surtos de doenças zoonóticas, o desafio para as instituições de saúde é a conscientização das populações e o apoio por parte dos governos para a implementação de infraestrutura adequada para a prevenção.

Algumas doenças zoonóticas:

Raiva

Virose que afeta o sistema nervoso central dos animais de sangue quente, incluindo os seres humanos. A incubação da doença ocorre em seis meses, os sintomas se manifestam, muitas vezes,  ao fim de várias semanas depois da infeção, com risco fatal.

Brucelose

Doença contagiosa em animais de importância econômica significativa.  Causada por várias bactérias da família Brucella, infecta uma espécie animal específica. Veja: brucelose bovina.

Tuberculose bovina

Doença animal crônica causada por uma bactéria, a Mycobacterium bovis (M. bovis), relacionada com as bactérias que causam a tuberculose humana e aviária.

Febre Q

Doença zoonótica contagiosa, causada pelo patogénio intracelular Coxiella burnetii. Muitos animais domesticados e selvagens  são portadores de C. burnetii.

Fontes:
http://www.vet.uga.edu/VPP/ivm/PORT/EZD/index.htm
http://one-health.eu/ee/index.php/pt/page/zoonotic_diseases_pt/eu_vet_week_2009
http://ecoviagem.uol.com.br/fique-por-dentro/colunistas/animais/vininha-carvalho/degradacao-ambiental-implica-no-surgimento-de-doenca-zoonotica-1182.asp

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.