Licantropia clínica

A licantropia clínica consiste em um raro transtorno psiquiátrico, caracterizado pela presença de ilusão de que o indivíduo afetado pode se transformar, ou que já se transformou em um animal.

O nome desta condição remete à condição mitológica da licantropia, uma aflição sobrenatural na qual as pessoas dizem se transformar fisicamente em lobisomens. Também pode ser utilizado o termo zooantropia, para descrever casos nos quais os indivíduos acreditam que são capazes de se transformar, ou se transformaram em outro animal qualquer.

Clinicamente, este transtorno caracteriza-se pelo delírio que os indivíduos acometidos apresentam de que se transformaram ou então que são capazes de se transformarem em um animal. Tem sido relacionada a outras desordens psicológicas, como a psicose, com a transformação acontecendo somente na mente e no comportamento da pessoa.

Uma pesquisa realizada recomendou os seguintes critérios para o diagnóstico deste transtorno:

  • Quando o paciente relata em um instante de lucidez, ou relembrando momentos anteriormente vivos, que algumas vezes já se sentiu ou se sente como um animal;
  • Comportamento que lembra ao de um animal, como rosnar ou rastejar.

Acredita-se que a licantropia clínica se trate de uma expressão idiossincrática de um episódio de distúrbio psicológico decorrente de outro transtorno, como esquizofrenia, psicose, distúrbio bipolar ou depressão clínica. Além disso, acredita-se que fatores neurológicos e culturais possam influenciar à expressão da transformação psíquica do homem em animal.

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Licantropia_cl%C3%ADnica

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.