Noctúria

Por Débora Carvalho Meldau
Noctúria, conhecido popularmente como urina noturna, é a necessidade de se levantar durante a noite para esvaziar a bexiga, atrapalhando deste modo o sono.

O volume urinário normal gira em torno de 800 a 1500 ml, variando com a quantidade de líquidos ingeridos, da temperatura corporal e ambiental, e também, do esforço físico realizado durante o dia. Este valor também depende de outros fatores, como hormonais, neurológicos, hemodinâmicos, psicossociais e culturais.

A produção urinária normalmente segue um ritmo: durante o dia o volume urinário é de 2/3 e durante a noite 1/3. No entanto, após os 60 anos de idade, essa proporção costuma mudar, com os volumes diurno e noturno tornando-se praticamente iguais (1:1).

A noctúria apresenta diferentes etiologias, dentre elas estão:

  • Insuficiência cardíaca congestiva, síndrome nefrótica, cirrose e desnutrição severa, resultam em edema generalizado, e assim, grande quantidade de líquido disponível no organismo. Nessas situações, também pode ocorrer aumento de volume urinário durante a noite. Por diversas razões, o repouso mobiliza mais líquidos para a circulação e, conseqüentemente, para o rim, fazendo com que haja maior produção urinária no período noturno.
  • No caso de diabetes mellitus, as elevadas taxas de glicose no sangue, levam os pacientes a consumirem mais água e, deste modo, eliminam mais urina tanto durante o dia quanto durante a noite, evitando com que a taxa de açúcar sanguíneo aumente.
  • No diabetes insipidus (sem açúcar), há a falta do hormônio diurético, que faz com que o rim seja incapaz de concentrar urina, fazendo com que esse órgão excrete grande volume de urina diluída.
  • No diabetes insipidus nefrogênico, apesar de existir o hormônio antidiurético, o rim resiste ao seu efeito e o passa a ser incapaz de concentrar urina, passando a eliminar grande volume urinário diluído.
  • O uso de diuréticos antes de dormir, surte efeito durante o sono, resultando em maior diurese noturna.
  • Nas diferentes causas de edema, a água se acumula no organismo durante o dia, especialmente nos membros inferiores, e mais ainda em pessoas que ficam muito tempo em pé e nos portadores de varizes. Durante o repouso, o líquido acumulado passa para a circulação, fazendo com que haja mais líquido para ser eliminado.
  • No quadro de insuficiência renal crônica, ocorre produção de urina continuamente clara e com volume aumentado durante a noite. Conhecer essas informações é muito importante, pois se refere à incapacidade do rim de concentrar a urina.

O tratamento varia de acordo com a causa da noctúria e necessita de diagnóstico e acompanhamento médico.

Fontes:
http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?297
http://repositorio.hff.min-saude.pt/bitstream/10400.10/147/1/Acta%20Urol_6.pdf

AVISO LEGAL: As informações disponibilizadas nesta página devem apenas ser utilizadas para fins informacionais, não podendo, jamais, serem utilizadas em substituição a um diagnóstico médico por um profissional habilitado. Os autores deste site se eximem de qualquer responsabilidade legal advinda da má utilização das informações aqui publicadas.