Charuto

Os charutos são folhas secas de tabaco (miolo) envoltas por uma folha inteira (capa), preparadas em forma de rolo, para serem fumados. Segundo os apreciadores, charutos são para serem degustados. Há todo um ritual para a degustação de um charuto, que envolve a forma de armazená-lo, o corte, a forma de acendê-lo e o acompanhamento (geralmente bebidas como vinho, uísque, conhaque, etc.).

Charutos. Foto: Andrey Armyagov / Shutterstock.com

Charutos. Foto: Andrey Armyagov / Shutterstock.com

Os charutos produzidos na ilha de Cuba são os mais apreciados. Geralmente são preparados de forma artesanal. Após colher as folhas de fumo, são preparados pequenos maços que são pendurados para amadurecer e secar. As casas onde os maços são pendurados têm umidade e temperatura controladas. Depois, as folhas passam pelo processo de fermentação, sendo que cada fermentação dura cerca de um mês. Durante a fermentação, as folhas são classificadas (cor, espessura, formato, etc.). As folhas de melhor qualidade passam por três fermentações, e são destinadas aos charutos de melhores marcas, enquanto as demais passam apenas por duas fermentações.

Os charutos são compostos por três partes:

  • Capa – é a parte exterior do charuto, geralmente uma folha de tabaco selecionada, que envolve o capote e o miolo já prensados.
  • Miolo – é o rolo de folhas de tabaco, que antes de prensadas junto com o capote, foram torcidas e agrupadas manualmente pelos tabaqueiros.
  • Capote – é uma folha mais resistente, tirada da parte rasteira da planta, colocada para envolver o miolo de modo a dar-lhe um formato uniforme ao serem prensados.

Os charutos são ainda armazenados em caixas de madeira especiais (que não transmite odores) por quatro semanas, com o objetivo de harmonizar os aromas da capa e do miolo.  Finalmente são selecionados e identificados individualmente com um selo.

Segundo os apreciadores, os charutos devem ser mantidos em um ambiente com umidade em torno de 70% e em temperatura de 21ºC, como forma de garantir que o aroma e o sabor não se percam.

Os charutos, ao contrário dos cigarros, não têm filtro. Geralmente os charutos possuem mais nicotina do que vários cigarros juntos.  Via de regra, ao fumar um charuto, a fumaça é retida na boca, o que garante a absorção da nicotina pela mucosa oral. Isso ocorre porque a fumaça do charuto é dissolvida na saliva, pois é mais alcalina que a do cigarro. Portanto, não se traga a fumaça de um charuto, como se faz ao fumar um cigarro. No entanto, mesmo que não ocorra a inalação da fumaça para os pulmões, o charuto pode causar dependência, devido aos altos níveis de nicotina que ele propícia, além de aumentar o risco de doenças cardíacas, respiratórias e de câncer, sobretudo na boca e garganta.

Referências:
A ORIGEM DO TABACO. Disponível em: <http://www.artdesignersamuel.com.br/artigos.html> Acesso em 24 jan. 2010.

CHARUTO: Um grande rolo de tabaco fumado sem filtro. Portal do Coração. Disponível em: <http://portaldocoracao.uol.com.br/como-parar-de-fumar.php?id=2356> Acesso em 24 jan. 2010.

Arquivado em: Drogas