Carona Solidária

Por Caroline Faria
O que você acha de fazer mais amigos, ajudar o meio ambiente e ainda economizar cerca de R$3 mil por ano?

A iniciativa que ficou conhecida no mundo todo como “carpool” ou “rideshare” é, comprovadamente, uma das maneiras mais eficazes de resolver uma série de problemas enfrentados nas grandes cidades atualmente. O simples ato de dar carona ajuda a reduzir o número de carros nas ruas e, conseqüentemente, a emissão de poluição atmosférica. E como se isso já não fosse suficiente, a iniciativa é ainda uma maneira de desafogar o trânsito nas metrópoles, resolver o problema de estacionamentos e intensificar o convívio social, melhorando, e muito, a qualidade de vida das pessoas.

Na Europa a iniciativa foi estimulada pelo Parlamento a fim de ajudar os países no cumprimento de suas metas de redução de emissão de CO2 já que a utilização de automóveis representa 12% de suas emissões globais de dióxido de carbono.

Outros países como o Canadá, adotaram a medida por questão de saúde pública já que a poluição atmosférica tem sido a causa de uma série de doenças principalmente em crianças e idosos, o que além de ser um grave problema social ainda onera consideravelmente o Estado.

No Brasil são diversas as iniciativas que visam divulgar a carona solidária. Universitários podem combinar carona através do site criado por alunos da Unicamp (veja mais a frente) que através de um cadastro gratuito permite que você encontre caronas para diversas cidades do interior de São Paulo e até mesmo para outros estados como Paraná, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

No Estado de São Paulo foi criado o “Mutirão da Carona Solidária”. O programa é uma iniciativa da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e visa estimular a prática no Estado para diminuir os congestionamentos e melhorar a qualidade do ar. No dia 28 de maio de 2008 o programa realizou o “Dia da Carona Solidária” quando foram feitas diversas mobilizações por todo o Estado para chamar a atenção da população para a iniciativa.

As empresas também têm abraçado a causa. Além de oferecer o transporte coletivo algumas empresas ainda garantem benefícios para os funcionários que vão trabalhar de bicicleta ou praticam a carona solidária. As boas idéias incluem vagas específicas para quem pratica carona solidária, vagas para bicicletas, vestiário para o colaborador que chegou a pé ou de bicicleta tomar banho antes de iniciar o trabalho e até mesmo prêmios em dinheiro.

O projeto “MelhorAr” também é uma opção para estas empresas que incentivam a prática entre seus funcionários. Através de um ambiente virtual onde as empresas se cadastram, elas podem contabilizar a quantidade de CO2 que deixou de ser emitida pela prática da carona solidária entre seus colaboradores gerando dados auditáveis para projetos de compensação ou neutralização.

Outro incentivo para que você adote a carona como prática diária é a economia: em uma cidade como São Paulo, uma pessoa que ande em média 18 mil quilômetros por ano em um carro 1.6, consumindo 1 litro de gasolina a cada 10km, terá gasto aproximadamente 5 mil reais com transporte no final do ano. Se fosse adepto da carona solidária a pessoa poderia economizar cerca de R$3,5 mil reais, o que já é uma redução bastante significativa. Assim, todos saem ganhando: quem dá ou vai de carona, as empresas e instituições que incentivam, e todo o resto do mundo que ganhará em qualidade de vida e sustentabilidade.

Fontes
http://planetasustentavel.abril.com.br
http://www.ambiente.sp.gov.br/mutiraodacarona
http://www.projetomelhorar.com.br
http://www.caronasunicamp.com