Produtores

Por Caroline Faria
Os seres produtores são aqueles que conseguem captar a energia luminosa do sol (a luz) e utilizá-la para suprir suas próprias necessidades de energia sintetizando matéria orgânica, ou ainda, aqueles que conseguem sintetizar compostos orgânicos a partir de compostos inorgânicos produzindo energia para suprir seu próprio metabolismo. Estes seres produtores são chamados de autótrofos.

Todas as plantas, algumas algas e certas bactérias possuem a capacidade de realizar a fotossíntese (ou quimiossíntese, como no caso de algumas bactérias) processo pelo qual elas transformam a energia luminosa do sol em energia química capaz de suprir suas necessidades metabólicas possibilitando, assim, seu crescimento e reprodução.

Os seres autótrofos correspondem a base da cadeia alimentar e, além disso, são responsáveis pela manutenção do oxigênio na atmosfera, pois a reação de fotossíntese tem como produto o oxigênio gasoso.

Estima-se que através da fotossíntese as plantas e algas sejam capazes de converter, por ano, cerca de 100 bilhões de toneladas métricas de CO2 e H2O em biomassa e, que consigam praticamente renovar todo o ar atmosférico a cada 2 mil anos.

As algas que produzem clorofila são as chamadas cianofíceas (ou cianófitas) e são de cor verde-azulada. Elas vivem em baixas profundidades, pois necessitam da luz do sul para realizar sua fotossíntese.

Já as bactérias que realizam quimiossíntese não necessitam da energia solar. O processo de quimiossíntese ocorre em duas etapas conforme a seguir (de forma genérica): 1º etapa, composto inorgânico + O2 à Compostos inorgânicos oxidados + Energia química; 2º etapa, CO2 + H2O + Energia Química à Compostos orgânicos + O2.

Neste caso, as bactérias quimiossintetizantes receberão o nome de acordo com o composto inorgânico que irão oxidar: ferrobactérias, são aquelas que oxidam o ferro, nitrobactérias (ou nitrificantes), que oxidam o nitrogênio.