Conjuntura Econômica Global - Finlândia

  • Nome Oficial – República da Finlândia / Capital – Helsinque
  • Cidade mais populosa – Helsinque
  • Gentílico – Finlandês/Finlandesa
  • Moeda – Euro (EUR)
  • Sistema Governamental – República Parlamentarista
  • Religião Predominante – Luterana
  • Idiomas – Finlandês e Sueco (Oficiais)

Visão Geral

A Finlândia faz fronteira com o Mar Báltico, Golfo de Bótnia e Golfo da Finlândia, entre a Suécia e a Rússia. Possui população estimada de aproximadamente 5 milhões de habitantes, distribuída em uma extensão de 304 mil Km2. Comparando com o território dos estados brasileiros, a Finlândia é pouco menor que o Maranhão (MRE-DPR, 2012).

Contexto Econômico

Os finlandeses contam com uma economia de mercado livre altamente industrializada e isso reflete em sua produção per capita que se apresenta em níveis semelhantes a países como Áustria, Bélgica, Países Baixos e Suécia. Com base na manufatura de produtos de alta tecnologia, como aparelhos celulares, o comércio internacional se tornou o ponto mais forte da economia do país com exportações representando mais de um terço do PIB nos últimos anos. A Finlândia é fortemente competitiva em áreas como a eletrônica, engenharia e sistema de telecomunicações, porém, com exceção de apenas alguns minerais e de madeira, os finlandeses dependem fortemente de matérias-primas e energia para a sustentação de sua produção.

A Finlândia têm tido uma das economias com melhor desempenho na União Europeia nos últimos anos e seu mercado financeiro, abalizado pelo sistema bancário nacional, foi responsável por evitar o pior no momento da crise financeira global em meados de 2008. No entanto, suas exportações sofreram desaceleração uma vez que praticamente todos os seus parceiros comerciais reduziram seus volumes de negócio com o país. As exportações voltaram a crescer apenas em 2010 estimulando o mercado interno e, consecutivamente, o consumo das famílias. Ainda sim, a recessão deixou uma marca profunda nas finanças públicas, transformando excedentes orçamentais previamente fortes em déficits.

As perspectivas de crescimento do país ainda são fracas visto que suas finanças públicas permanecerão em déficit durante os próximos anos. Assim, as empreitadas da política econômica ainda estão no sentido da continuidade da mitigação dos efeitos negativos causados pela última recessão. Ainda, em longo prazo, a Finlândia deve mostrar-se com uma população em rápido envelhecimento e diminuindo a produtividade o que ameaçará sua competitividade, sustentabilidade fiscal e crescimento econômico.

  • PIB (US$) – 266,4 bilhões (2011);
  • PIB PPC* per capita (US$) – 49.333 (2011);
  • Força Laboral por ocupação – Agricultura: 4.8%, Indústria: 27.6% e Serviços: 67,6% (est. 2011);
  • Principais Produtos de Exportação – Máquinas e eletrônicos; papel; produtos químicos.

* Poder de Paridade de Compra

Exportações

Mais de 50% das vendas finlandesas são destinadas aos vizinhos da União Europeia. Em 2011, os principais compradores foram: Suécia (12%); Alemanha (10%); Rússia (10%); Países Baixos (7%); Reino Unido (5%) e Estados Unidos (5%). O Brasil posicionou-se no 23º lugar entre os principais vendedores para o mercado finlandês, com 0,9% do total. (MRE-DPR, 2012).

Referências:
BBC. Country profile. Disponível em <http://news.bbc.co.uk/2/hi/country_profiles/default.stm>
BRASIL. BrasilGlobalNet. Disponível em <http://www.brasilglobalnet.gov.br>
BRASIL. Embaixadas e consulados. Disponível em <http://www.itamaraty.gov.br/servicos-do-itamaraty/enderecos-de-consulados-estrangeiros-no-brasil>
CENTRAL INTELLIGENCE AGENCY. The word factbook. Disponível em <https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/index.html>

Arquivado em: Economia