Conjuntura Econômica Global - Turquia

  • Nome Oficial – República da Turquia / Capital – Ancara
  • Cidade mais Populosa – Istambul
  • Gentílico – Turco/Turca
  • Moeda – Lira Turca (TRY)
  • Sistema Governamental – República Parlamentarista
  • Religião Predominante – Islamismo
  • Idioma – Turco (Oficial)

Visão Geral

A Turquia possui localização privilegiada, faz fronteira com oito países e com o Mar Mediterrâneo, o Mar Egeu e o Mar Negro.  Possui população estimada em 74 milhões de habitantes, distribuída em uma extensão de 784 mil Km2. A Turquia é o 37º país em extensão, comparando com as dimensões dos territórios brasileiros, tem um pouco mais da metade do Estado do Amazonas (MRE-DPR, 2012).

Contexto Econômico

Em sua grande parte, a economia turca vem sendo impulsionada por sua indústria e setores de serviços, apesar da agricultura ainda ser responsável por cerca de 25% dos empregos. A indústria automotiva e de eletrônicos, estão crescendo em importância e ultrapassaram a indústria têxtil dentro de seu mix de exportação. O petróleo começou a fluir por meio do oleoduto Baku-Tbilisi-Ceyhan em maio de 2006, um marco importante que irá trazer até 1 milhão de barris por dia a partir do Mar Cáspio. Vários projetos de gasodutos também estão em andamento a fim de ajudar a transportar gás da Ásia Central para a Europa através do território turco, o que em longo prazo vai reduzir a dependência turca de petróleo e gás.

Depois de experimentar uma grave crise financeira em 2001 o país adotou reformas financeiras e fiscais, como parte de um programa do FMI. As reformas fortaleceram os fundamentos econômicos do país e marcou o início de uma era de forte crescimento até o ano de 2008. Porém, as condições econômicas globais em conjunto a uma política fiscal mais apertada foram responsáveis pela instabilidade do PIB no ano seguinte. Ainda sim, com um sólido sistema bancário, a Turquia enfrentou a crise financeira e seu PIB obteve uma elevação de 8,2% em 2010.

Novas reformas econômicas e judiciais, além da candidatura à adesão como membro da EU são alguns dos ingredientes para aumentar a atratividade econômica turca. No entanto, com um déficit em conta corrente relativamente alto, além da incerteza relacionada às decisões de política monetária e o momento econômico impreciso de alguns de seus vizinhos, deixa a economia local vulnerável e, por sua vez, desestabiliza a confiança de investidores estrangeiros.

  • PIB (US$) – 773 bilhões (2011);
  • PIB PPC* per capita (US$) – 14.517 (2011);
  • Força Laboral por ocupação – Agricultura: 25.5%, Indústria: 26.2% e Serviços: 48.3% (est. 2010);
  • Principais Produtos de Exportação –Vestuário e têxteis; frutas e vegetais; ferro e aço; veículos automotores e máquinas; combustíveis e óleos.

* Poder de Paridade de Compra
Exportações

Os principais destinos das vendas turcas são os países da Europa. Em 2011, a Alemanha foi o maior comprador dos produtos turcos, com 10% do total. Seguiram-se: Iraque (6%); Reino Unido (6%); Itália (6%); e França (5%). O Brasil obteve o 36º lugar entre os principais destinos em 2011, participando com 0,7% do total. (MRE-DPR, 2012).

Referências
BBC. Country profile. Disponível em <http://news.bbc.co.uk/2/hi/country_profiles/default.stm>
BRASIL. BrasilGlobalNet. Disponível em <http://www.brasilglobalnet.gov.br>
BRASIL. Embaixadas e consulados. Disponível em <http://www.itamaraty.gov.br/servicos-do-itamaraty/enderecos-de-consulados-estrangeiros-no-brasil>
CENTRAL INTELLIGENCE AGENCY. The word factbook. Disponível em <https://www.cia.gov/library/publications/the-world-factbook/index.html>

Arquivado em: Economia