Economia do Tocantins

A economia do estado do Tocantins tem como principais atividades o comércio e os serviços, a pecuária e a agricultura de subsistência. O Produto Interno Bruto – PIB (R$ 11.094 milhões em 2007) corresponde a 0,42% da riqueza gerada em todo o país nesse período. O PIB per capita do Tocantins está entre os três menores da região norte (R$ 8.920,73 em 2007) (AMARAL; NASCIMENTO, 2010).

Comércio e serviços estão concentrados na capital do estado, Palmas e nas cidades ao longo da Rodovia Belém-Brasília. A atividade pecuária se concentra no vale do Araguaia, sendo principalmente voltada para a criação de gado para corte e de suínos. Esses são os principais artigos exportados pelo estado. Na agricultura, destaca-se o cultivo do arroz. São cultivadas também a soja, feijão, milho, mandioca e cana-de-açúcar.

O potencial mineral do Tocantins é variado, embora não esteja sendo explorado. No estado são encontrados: ouro, bauxita, cassiterita, calcário e gesso. Assim, o extrativismo mineral está restrito a extração do cristal de rocha. Em relação ao extrativismo vegetal, destaca-se a extração de madeira de lei, principalmente o mogno, babaçu, pequi, mamona e castanha-do-pará.

Concentradas na capital, Palmas, e nas cidades de Araguaína, Paraíso do Tocantins, Porto Nacional e Gurupi, as indústrias do Tocantins produzem principalmente para o mercado interno, e são de pequeno ou médio porte. As agroindústrias e indústrias alimentícias predominam, embora também sejam encontradas fábricas de móveis, calcário, cimento, telhas, tijolos, manilhas, madeiras para construção. As microempresas são encontradas em maior quantidade.

O turismo em Tocantins está relacionado as belezas naturais do estado, se constituindo, dessa forma, em ecoturismo. A principal atração do estado é a Ilha do Bananal, maior ilha pluvial do mundo. Na Ilha, os rios e a Lagoa Grande (entre as maiores do Brasil), despertam o interesse de turistas, inclusive do exterior. Além da Ilha do Bananal, as regiões com potencial turístico no estado e suas principais atrações são as seguintes: Região turística de Palmas (as cachoeiras nas serras e as praias às margens do rio Tocantins); Região turística do Bico – (a fauna encontrada entre os rios Tocantins e Araguaia); Região turística dos Lagos – (praias, pesca e trilhas as margens do rio Araguaia); Região turística das Termas e Gerais – (serras, morros e rios de águas cristalinas).

Referências:
AMARAL, Luciano Monteiro do; NASCIMENTO, Milton Antonio do. Produto Interno Bruto Estadual e Municipal. Secretaria de Estado do Planejamento e Desenvolvimento de Roraima. 6 ª edição. Boa Vista: CGEES/SEPLAN – RR, 2010.

TOCANTINS. Disponível em: http://www.brasilchannel.com.br/estados/index.asp?nome=Tocantins&area=turismo Acesso em 17 jan. 2011.

Arquivado em: Economia, Tocantins