Organização de Cooperação Econômica do Mar Negro

A Organização de Cooperação Econômica do Mar Negro (CEMN) teve sua criação após um acordo internacional. Isso ocorreu no dia vinte e cinco de junho do ano de 1992, quando os representantes de 11 nações assinaram a Declaração da Cúpula do Bósforo em evento ocorrido em Istambul e que deu origem ao grupo. O objetivo da criação desta organização foi iniciar uma política econômica multilateral que promovesse uma maior interação entre os estados que fizessem parte da CEMN, além de promover boas relações e harmonia entre as nações vizinhas da região do Mar Negro.

A sede da Organização de Cooperação Econômica do Mar Negro é o Secretariado Internacional Permanente da Organização de Cooperação Econômica do Mar Negro, que teve sua criação no mês de março do ano de 1994 em Istambul. A Carta da CEMN começou a vigorar oficialmente no dia primeiro de maio do ano de 1999. Desta forma, o grupo ganhou identidade internacional legal, além de se transformar em uma organização econômica de cunho regional e completa. Os Estados-membros que fundaram a organização são: Albânia, Arménia, Azerbaijão, Bulgária, Geórgia, Grécia, Moldávia, Roménia, Rússia, Turquia e Ucrânia. No ano de 2004 houve a entrada da Sérvia, que aumentou para 12 o número de membros.

Além de possuir os 12 estados fundadores e principais, a Organização de Cooperação Econômica do Mar Negro ainda apresenta Estados observadores que são: Alemanha, Austrália, Bielorrússia, Croácia, Egito, Eslovênia, Estados Unidos, França, Israel, Itália, Polônia, Suíça e Tunísia. Além disso, a OCEMN tem relações com o Banco Comercial e de Desenvolvimento do Mar Negro, que é um órgão internacional e financeiro localizado em Salônica, 2ª maior cidade da Grécia.

Uma das resoluções diplomáticas feitas dentro do grupo ocorreu em 2008, quando o ministro de Relações Exteriores da Armênia, Edward Nalbandyan, reuniu-se com Ali Babacan, ministro turco, para iniciar um processo de reconciliação entre as duas nações. Os países não tinham boas relações diplomáticas desde o ano de 1993. O encontro entre os dois líderes aconteceu em uma das reuniões da Organização para a Cooperação Econômica no Mar Negro. Na ocasião, Babacan ofereceu um jantar a Nalbandyan no Palácio de Çiragan, onde ambos discutiram estratégias de aproximação entre as nações. Edward Nalbandyan pediu à Turquia que reabrisse a fronteira que é comum entre as duas nações, alegando que não existiam mais obstáculos para a relação entre os dois países.

Fontes:
http://www1.folha.uol.com.br/folha/mundo/ult94u470847.shtml
http://pt.wikipedia.org/wiki/Organiza%C3%A7%C3%A3o_de_Coopera%C3%A7%C3%A3o_Econ%C3%B4mica_do_Mar_Negro
http://www.estadao.com.br/noticias/internacional,chanceler-da-armenia-pede-a-turquia-que-reabra-fronteira,282826,0.htm

Arquivado em: Economia