Fisioterapia esportiva

Graduação em Fisioterapia (Faculdade da Serra Gaúcha, FSG, 2014)

A fisioterapia esportiva é uma modalidade específica onde o profissional fisioterapeuta atuará dentro do ambiente desportivo e em consultório, estando capacitado para atuar nos primeiros socorros assim como no período pré e pós lesão, afim de reabilitar o esportista a retornar à prática da atividade desportiva, assim como trabalhar no tratamento preventivo às lesões que a sua modalidade esportiva provocar.

Devido às exigências do mercado esportivo, da modalidade de elite desportiva, os atletas devem estar cada vez mais preparados para poder praticar a modalidade com maior desempenho e com mais preparo preventivo de lesões, para que os clubes possam contar com atletas de alto nível e alto desempenho, tendo o maior aproveitamento para participar de campeonatos e competições. A fisioterapia desportiva vem atuar no preparo físico, na prevenção e tratamento de lesões associadas ao esporte, fazendo com que o atleta possa ter alto nível de rendimento e alto grau de performance, além de um melhor potencial de recuperação de lesões, diminuindo o tempo de afastamento por lesões.

A fisioterapia trabalha diretamente junto ao departamento médico do clube, onde ambos atuam de forma direta no desempenho físico do atleta, preparando, prevenindo e tratando possíveis lesões que possam se instalar. Sendo assim, a decisão de participação ou veto do jogador é feito em conjunto com o atleta, médico e fisioterapeuta, onde buscarão qual será a melhor atitude a ser tomada, afim de respeitar o tempo de recuperação do atleta para poder devolvê-lo o gesto esportivo sem maiores riscos.

Durante o trabalho de preparo físico e preventivo do atleta, são desenvolvidos pelo fisioterapeuta algumas valências importantes para o rendimento do jogador, para que o mesmo possa desenvolver melhor preparo físico e ter maiores condições de executar sua modalidade com maior rendimento. As valências a serem desenvolvidas são: coordenação, descontração, equilíbrio, flexibilidade, força dinâmica, força estática, força explosiva, resistência muscular, resistência anaeróbia, resistência aeróbia, velocidade de movimentos, velocidade de reação. No que tange à reabilitação de lesões, incluindo o atendimento realizado em campo, destaca-se a prática de exercícios específicos para melhora da mobilidade, ganho de força, desenvolvimento proprioceptivo além do uso de recursos analgésicos com gelo, calor, ultrassom, eletroterapia e outros equipamentos específicos para o alívio de dor.

Para que o trabalho seja de alto desenvolvimento e efetividade, o profissional deverá estar habilitado para executar tais práticas, sendo este formado em fisioterapia, podendo apresentar especialização em fisioterapia desportiva, fisiologia do exercício, entre outras formações que irão agregar à prática para que os resultados sejam sempre os melhores, devolvendo ao atleta a autonomia e a prática dos gestos em seu maior grau de funcionalidade e especificidade. Atualmente muitos profissionais tem buscado especializar-se e buscar as melhores e mais atuais técnicas e tratamentos, afim de buscar sempre pelo melhor em preparo e reabilitação dos atletas. Cada vez mais esse profissional tem ganhado espaço no mercado, tornando-se cada vez mais valorizado e requisitado nos meios desportivos. Devido ao seu diferencial no preparo e desempenho dos atletas, os clubes e empresas têm percebido e valorizado cada vez mais a presença do profissional na formação e aperfeiçoamento do atleta.

Bibliografia:
http://www.fisiosportsolution.com.br/artigos/fisioterapiaesportiva.pdf
https://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&lr=&id=VkjzJMb80X4C&oi=fnd&pg=PA7&dq=fisioterapia+esportiva+artigos&ots=HZbquhCJjD&sig=2QbQmUZQdaoydmNJGgAKdl0NhEQ
http://sites.google.com/site/jailsonfisio/Treinoexcentriconafisiotdesport.pdf
https://xa.yimg.com/kq/groups/13589948/1127735555/name/02.pdf
http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminabio/article/view/6609