Dicas para concursos (parte I)

Licenciatura Plena em Química (Universidade de Cruz Alta, 2004)
Mestrado em Química Inorgânica (Universidade Federal de Santa Maria, 2007)

Abaixo listo alguns itens que podem auxiliar um candidato quanto à realização de uma prova, tanto para determinado concurso quanto para avaliações em geral. Esses itens levam em consideração literaturas a respeito, as quais podem ser encontradas facilmente e merecem nossa atenção, mas são em grande parte fundamentados por pelas experiências pessoais de quem as escreve. Este tema está dividido em dois textos, identificados como I e II, sendo que todos os itens apresentados são independentes entre si. Aí vão eles:

  1. Cada uma das questões da prova deve ser considerada como se fosse única, independentemente do número de questões existentes ao todo. Dessa forma, o candidato responderá as questões com maior qualidade, mesmo que eventualmente não responda todas, qualitativamente ou quantitativamente.
  2. Em uma questão de prova, sempre existem palavras-chave, como sim/não, correto/incorreto... Essas palavras deverão ser destacadas pelo candidato, o que facilitará a leitura da questão, pois determinarão a validade da sentença.
  3. O candidato deverá iniciar a sua prova sempre pelo assunto no qual julgar estar o seu maior grau de dificuldade, uma vez que seu nível de concentração será maior no início do processo. Entretanto, a noção do todo deverá ser conhecida.
  4. Ao ler uma sentença de prova, as alternativas que o candidato souber serem falsas deverão ser riscadas, de modo que um facilitador do acerto da questão poderá ser o menor número de alternativas prováveis. Assim, uma segunda leitura da questão já a tornará mais simplificada.
  5. Mas o candidato deverá concentrar toda sua atenção à questão que está lendo no momento, de modo a não se distrair com outras questões da prova e muito menos com quantas destas ainda estão por serem resolvidas.
  6. Ao fazer a leitura da prova, o candidato deverá identificar as questões como (a) respondidas e não necessárias de revisão, (b) respondidas e necessárias de revisão ou (c) não respondidas. Assim, em uma segunda leitura da prova, se deterá, respectivamente, somente em (c) e (b).
  7. A cada grupo de cinco questões, deverá o candidato “relaxar” mentalmente, lentamente olhando para os lados, fechando os olhos, ou como achar mais conveniente, de modo a manter sua atenção constante quando retornar às questões.
  8. É fundamental adotar-se frente a todo o processo uma atitude de confiança, e lembrar-se que o grau de dificuldade existente na prova atingirá a todos os candidatos, e que as questões mais complexas geralmente trazem alternativas mais facilitadoras.
  9. O candidato deverá tomar muita precaução com a veracidade das alternativas que eliminam o relativismo, como acompanhadas muitas vezes das palavras sempre, nunca, deve, não deve... Lembre-se que tais termos evidenciam uma necessidade, e não admitem algo que não siga à regra imposta.
  10. É de fundamental importância que o candidato tenha uma boa noite de sono anterior ao concurso, o que não quer dizer dormir demasiadamente, mas em nível de proporcionar ao mesmo uma boa disposição física e mental no dia seguinte por várias horas.

Leia também:

Referências:
http://exame.abril.com.br/carreira/guia-do-concurso-publico

Arquivado em: Educação