Diferenças entre universidades e faculdades

Quando prestamos vestibular, geralmente nos preocupamos principalmente com a escolha do curso, e muitas vezes não nos atentamos para a classificação da instituição. Faculdades, Universidades e Centros Universitários. Mas, afinal, o que difere um do outro? As características de cada tipo de estabelecimento de ensino podem influenciar na sua escolha, pois suas pretensões dentro da academia podem ser impulsionadas ou vetadas de acordo com o local escolhido. Veja abaixo o que caracteriza cada tipo de instituição:

Universidades

universidade-faculdadeAs universidades são as instituições mais completas. Elas têm autonomia e podem criar cursos sem pedir autorização do MEC. As federais são criadas apenas por lei, e necessitam de aprovação do Congresso Nacional. Enquanto as particulares podem surgir a partir de outras entidades, como os Centros Universitários, que você verá logo adiante.

Algumas exigências são feitas para que instituições sejam classificadas como universidades: é preciso que o estabelecimento oferte ao menos quatro cursos de pós-graduação stricto sensu, sendo que um deles obrigatoriamente tem que ser de doutorado. Além disso, é exigido que um terço do corpo docente seja composto por mestres e doutores, e essa mesma proporção precisa ter contrato de trabalho em tempo integral. A universidade oferece ainda pesquisa e extensão, como, por exemplo, através dos programas de iniciação científica. Se você deseja pesquisar e ir além das aulas, a universidade provavelmente é a melhor opção. Uma universidade abriga várias faculdades, veja a seguir o que caracteriza uma instituição desse tipo.

Faculdades

A faculdade é um estabelecimento focado em determinada área do ensino, como saúde, tecnologia ou ciências humanas aplicadas, por exemplo. As faculdades não oferecem cursos de extensão ou programas de iniciação científica, elas não possuem autonomia para criar cursos e o corpo docente precisa apenas ter pós-graduação lato sensu. Todas as universidades são dividas em faculdades, e os programas de pesquisa são coordenados pela universidade.

Centros Universitários

Os centros universitários estão sob mais critérios que as faculdades, mas não chegam à complexidade da universidade. Entre as exigências para este tipo de instituição, estão a de que um terço dos professores precisa ter mestrado ou doutorado, e ao menos um quinto tem de possuir contrato de tempo integral. Bem como as universidades, os centros universitários têm autonomia para criar cursos sem a autorização do MEC.

É importante dizer que mesmo que universidades e centros universitários tenham autonomia para criar cursos sem autorização do MEC, é importante saber se os cursos criados são aprovados pelo Ministério da Educação antes de cursá-los. Além disso, antes de escolher a instituição na qual deseja estudar, pesquise sobre a reputação da mesma e a qualidade do ensino. Avalie também suas pretensões dentro da academia, e opte pelo estabelecimento que tenha maiores condições de atender às suas expectativas.

Por fim, prepare-se com afinco e boa sorte. O mercado de trabalho te espera!

Foto: Morio [GFDL or CC-BY-SA-3.0], via Wikimedia Commons .

Arquivado em: Educação