Metodologia de Pesquisa em Educação

Licenciatura Plena em Química (Universidade de Cruz Alta, 2004)
Mestrado em Química Inorgânica (Universidade Federal de Santa Maria, 2007)

Uma proposta para o Ensino, tanto em ciências como em outras áreas do conhecimento, é aquela que envolve o ensino pela pesquisa. Uma pesquisa, no entanto, requer para sua elaboração e desenvolvimento, um roteiro de trabalho, ou seja, um projeto de/a pesquisa, ou, conforme muito se diz, um projeto. A metodologia empregada (Gaio, 2008) no desenvolvimento de uma proposta interdisciplinar poderá será dividida em etapas, conforme o objeto a ser investigado:

a) Levantamento bibliográfico inicial sobre a temática a ser abordada, organizando resultados obtidos, e sistematização de fundamentação sobre o tema, através de análises textuais, temática e interpretativa, de problematização e de síntese para aplicação do conhecimento obtido a partir dos referenciais consultados;

b) Construção de instrumentos para avaliação diagnóstica da realidade do público alvo em questão, como questionários semi-elaborados, caderno de campo e fichas para abordagens qualitativas, entre outros;

c) Levantamento do perfil e das pré-concepções do público referentes aos saberes e fazeres em sua linha de atuação, através dos instrumentos elaborados (diagnóstico inicial/pesquisa-ação);

d) Realização de encontros/debates periódicos de formação deste público, culminando em um Seminário Integrador realizado nas unidades de trabalho do mesmo, apresentações das propostas por parte deste público no que diz respeito a sua visão particularizada sobre o projeto, de modo a criar uma sintonia entre objetivos e métodos;

e) Sistematização em processo das discussões realizadas para construção dos protocolos das formações posteriores, sendo que os encontros com o público alvo serão em número suficiente para que se possa desempenhar uma análise a priori e uma constatação final do processo de investigação;

f) Realização de ações que permitam a construção de projetos pedagógicos, junto ao público alvo, que poderá ser, por exemplo na área educacional, turmas de alunos dos anos finais do Ensino Fundamental da Rede Municipal e de Ensino Médio da Rede Estadual de um determinado município, sob orientação direta do professor titular destas;

g) Organização de eventos que oportunizem a exposição dos resultados das atividades de pesquisas realizadas, como Mostras de Iniciação Científica, Seminários, Ciclos de Debate, dentre outros, destacando-se a importância da extensão em todo e qualquer processo de ensino que se dê pela pesquisa, o que nada mais é do que devolver um conhecimento analisado ao público alvo do processo;

h) Tabulação e análise qualitativa e quantitativa dos dados levantados periodicamente, sendo que os resultados levantados poderão incentivar o pesquisador a invertigao o mesmo público sob uma óptica direrenciada, o que somente é possível de ser constatado a partir de um diagnóstico preliminar;

i) Tratamento estatístico dos dados obtidos, com testagem e intepretação os resultados verificados;

j) Difusão do conhecimento gerado através publicações e apresentações em eventos de áreas correlacionadas.

Referências:
GAIO, R. Metodologia da Pesquisa e Produção do Conhecimento, Petrópolis: Editora Vozes, 2008.

Arquivado em: Educação