Lei de Biot-Savart

Por Isaac Clemente
Quando um condutor elétrico é atravessado por uma corrente elétrica, aparecerá espontaneamente um campo magnético em sua volta. Uma característica deste campo magnético é ser constituído por linhas de força que são circulares de forma que podemos colocar bússolas em diferentes pontos da extremidade do campo e o Norte de cada uma delas estará voltado sempre para a direção tangencial das linhas do campo. Este efeito foi descoberto por Hans Christian Oersted, que percebeu através de experiências que uma agulha magnética posicionada paralelamente a um condutor elétrico sofreria deflexão significativa em relação a sua posição original. Podemos saber a direção e o sentido do campo magnético gerado através da Regra da Mão Direita e o seu valor em diferentes pontos através da Lei de Biot-Savart.

Para aplicarmos a Regra da Mão Direita devemos apontar o dedo polegar na direção do condutor, para onde a corrente elétrica estiver correndo, e em seguida fechamos a nossa mão. A direção e também o sentido em que os dedos se fecharem apontam também a direção e o sentido do campo magnético. Na figura ao lado temos representado uma barra condutora de eletricidade azul, onde a corrente i vai da esquerda para a direita. Apontando o dedo polegar direito no sentindo em que flui a corrente, podemos fechar a nossa mão obtendo assim a direção e o sentido do campo magnético.

Hans Christian Oersted publicou os seus resultados mas limitou-se a uma análise qualitativa do fenômeno. Após a publicação, outros cientistas foram incentivados a pesquisar sobre o assunto e então dois físicos franceses Jean-Baptiste Biot e Félix Savart foram capazes de deduzir uma lei que descrevia matematicamente o campo magnético que era gerado, lei essa que passou por vários estudos e modificações e quando foi finalizada, passou a ser conhecida por Lei de Biot-Savart.

A Lei de Biot-Savart é descrita por:

Onde R é a distância do centro do condutor até a linha de campo onde se deseja achar o valor do campo magnético, μ é a permeabilidade magnética do meio em que o condutor está imerso e I é o valor da corrente elétrica que passa pelo condutor. Podemos dizer que a intensidade do campo magnético é diretamente proporcial à corrente elétrica que passa pelo condutor e inversamente proporcional à distância entre o ponto de referência e o centro do fio.

FONTES:
http://www.youtube.com/watch?v=5V5MRo7A5RA
http://pt.wikipedia.org/wiki/Lei_de_Biot-Savart