Telhados

Por Walber Freitas
Os telhados possuem como principal característica a proteção das diferentes edificações (casas, prédios, galpões, etc.) contra a ação das intempéries, tais como: vento, chuva, granizo, insolação, umidade do ar, neve e impedir a penetração de poeiras e conter ruídos externos. Ao nível das edificações, os componentes que provocam a modificação destas condições são as paredes, altura do pé direito, piso e principalmente o material de cobertura, que recebe toda a radiação solar incidente e é o maior responsável pelo microclima gerado dentro do edifício.

A origem do nome “telhado” provém do uso de telhas, contudo nem todo o sistema de cobertura se resume num telhado, como por exemplo ”cobertura verde”, lajes com espelho d’água e terraços. O telhado pode ser dividido em duas partes: COBERTURA e ARMAÇÃO. A cobertura pode ser construída com inúmeros materiais, como telhas de concreto, telhas cerâmicas, aço zincado, PVC dentre outras. A armação corresponde ao conjunto de elementos estruturais para sustentação da cobertura tais como: ripas, terças, caibros, tesouras e contraventamentos, representada na figura abaixo:

Representação da armação em madeira

Um importante aspecto no projeto é a disposição ou quantidade de quedas d’água que o telhado vai apresentar, ou seja a quantidade de “águas” que o telhado vai ter, os telhados mais comumente vistos apresentam de 1 a 4 “águas” podendo apresentar uma maior quantidade dependendo do projeto arquitetônico, abaixo segue uma representação de telhado com 4  “águas”:

Telhado com 4 “águas”

Numa realidade recente apresentou-se novas utilizações para o telhado tais como: a montagem de painéis solares para geração de energia, captação de águas pluviais para cisternas em regiões com escassez de água, dentre outras.

Caso não seja realizado um projeto de maneira correta podem ocorrer acidentes, em regiões que apresentam neve os telhados devem apresentar uma maior resistência tanto o tipo de cobertura escolhida, quanto o tipo de armação, outra preocupação é a finalidade que o telhado terá, caso haja a necessidade de pessoas realizarem algum tipo manutenção periódica, como antenas de TV, não é aconselhável a utilização de telhas fibrocimento pela fragilidade das mesmas.

A associação brasileira de normas técnicas - ABNT é a responsável pela regulamentação técnica. Quase que a totalidade das telhas comercializadas no brasil possuem NBRs específicas quanto ao projeto e execução de telhados, já as estruturas de madeira devem se basear na NBR 7190 regida por aquela, assim como armações em aço e concreto também possuindo também suas respectivas normas técnicas.

Leia mais:

Referências Bibliográficas:
(1) GHELFI FILHO; SILVA; I.J.O.; MOURA, D.J; CONSIGLIERO, F.R. Índice de conforto térmico e da CTR para diferentes materiais de cobertura em três estações do ano. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 20., 1991, Londrina, Anais. Londrina: SBEA, 1992. p.94-110.

(2) MOLITERNO, ANTONIO. Caderno de projetos de telhados em estruturas de madeira, 2º ed, 1992. p.01-04.

(3) BRANCO, SANTOS & CRUZ. http://www.engenhariacivil.com/asnas-tradicionais-de-madeira.  Acessado em 10/11/2011.

(4) Figura 2, http://construindominhacasa.com/construcao/telhado/. Acessado em 11/11/2011.