Mentossíntese

Segundo o Espiritismo, o homem passa por uma cadeia evolutiva que se inicia no reino mineral, passa pelo vegetal, desemboca no animal e atinge a fase hominal, prosseguindo posteriormente até alcançar a etapa angelical. Mas aqui não se trata de evolução conforme a concepção materialista de Charles Darwin. Allan Kardec, o codificador da Doutrina Espírita, acredita em um progresso que se desenrola não só materialmente, mas principalmente moral e espiritualmente.

Sendo assim, não só os atributos físicos se aprimoram, mas especialmente os valores morais e os sentimentos. Desta depuração espiritual depende estritamente o burilamento do corpo material, que vai se tornando menos denso e cada vez mais sutil, até se transformar em algo etéreo.

Na etapa hominal o ser humano começa a existir também em um plano astral, e nestas condições todas as energias que ele troca com o meio, através do pensamento, por sua vez alimentado pelos sentimentos e interesses de cada um, passam a fazer parte de um mecanismo chamado por André Luiz de mentossíntese.

André Luiz é um dos espíritos que mais se comunicavam com os adeptos da Doutrina Espírita, através do grande médium Francisco Cândido Xavier, sempre transmitindo um conteúdo espiritual perpassado por dados científicos que só recentemente começaram a ser comprovados por cientistas do mundo todo.

Segundo este autor espiritual, nossos desejos, impulsos, motivações, tudo, enfim, que traduz os apelos de nossas emoções, irão determinar o conteúdo de nossos pensamentos. Estes, então, transmitirão a carga energética e a força que lhes é própria, a outras mentes afins, influenciando-as e sendo por elas influenciada. Esta comunicação via mental integra este processo conhecido como mentossíntese.

Os pensamentos de alguém não só inspiram outras pessoas, mas atuam sobre sua própria estrutura fisiopsicossomática, podendo provocar a saúde, o reequilíbrio, ou o desequilíbrio e as mais diversas patologias. De acordo com a Doutrina, aquele que for movido pelo Amor estará imbuído de forças e energias criadoras que repercutirão não só em seu organismo, através dos centros de força, a partir do coronário, mas em todo o meio que o cerca. Este sentimento e a sabedoria são conquistados pelo Homem por meio do trabalho no bem e da experiência adquirida em cada existência.

Uma das funções mais importantes do organismo humano é a sexual, a qual não se resume apenas ao sexo propriamente dito, mas à totalidade das atividades criadoras do Homem, que emanam da essência do ser, sendo assim uma característica espiritual, não apenas material. A permuta de energias, portanto, não ocorre apenas no plano físico, mas também e principalmente na esfera da alma humana.

André Luiz afirma que para melhor compreender este intercâmbio energético, próprio da mentossíntese, é preciso atingir o entendimento das realidades espirituais; não basta o saber científico, o qual se pauta apenas pelos fatos concretos. É através desta troca de energias, realizada entre aqueles dotados de afinidade, que os seres crescem e progridem, caminhando para esferas mais elevadas ao conquistarem, assim, as virtudes de que carecem. Esta tendência à atração entre pólos distintos já se encontra presente entre os minerais e vegetais, bem como no reino animal.

Fontes
• Professor Rino Curti. Espiritismo e Religião. A formação das religiões como ciências morais: dos primórdios ao limiar da era cristã. Tomo 2 – Volume 1. Coligação Espírita Progressista.

Arquivado em: Espiritismo, Psicologia