Vôlei

Pós-graduação lato sensu em Jornalismo (Faculdade Cásper Líbero, 2014)
Graduação em Educação Física (Complexo Educacional FMU, 2007)

O Vôlei foi criado apenas quatro anos depois do basquete, em 1895. William G. Morgan, diretor de educação física da Associação Cristã de Moços de Holyoke, Massachusetts, desenvolveu a modalidade como uma alternativa ao basquete para as pessoas com idade avançada. Lawrence Rinder, pastor da instituição, foi quem recomendou a Morgan a elaboração de um novo esporte.

A ideia da rede dividindo a quadra veio do tênis, sua altura era de 1,98 metros. Para a bola, o diretor providenciou a fabricação de um modelo mais leve e apropriada. Nascia então o mintonette, isso mesmo, nome com o qual era conhecido antigamente, que só passou a ser chamado de volley ball por sugestão do Dr. A. T. Halstead de Springfield.

As primeiras regras escritas em 1896, apenas foram oficializadas pela Liga Atlética da Associação Cristã de Moços da América do Norte um ano após. Mais tarde, a novidade se espalhava pelo mundo chegando primeiramente no Canadá em 1900, em seguida nos países orientais, no México e dentro dos continentes europeu e africano. Desembarcou no Peru por volta de 1910, para depois se expandir por toda América do Sul.

Com essa constante crescente do esporte, foi inaugurado em Paris, no dia 20 de abril de 1947, a Federação Internacional de Volley Ball (FIVB) constituída por: Brasil, Egito, Estados Unidos, França, Holanda, Hungria, Itália, Iugoslávia, Polônia, Portugal, Romênia, Tchecoslováquia e Uruguai. Hoje a instituição possui 220 países filiados, o maior número comparado aos outros esportes.

A primeira competição de âmbito internacional aconteceu em Praga, na Tchecoslováquia e teve a Rússia como a grande vitoriosa, isso no ano de 1949. Entrou para os Jogos Olímpicos na edição de Tóquio 1964, com as categorias masculina e feminina, desde de então sempre presente em todos os eventos.

Os atletas brasileiros fizeram e continuam fazendo história no Vôlei desde Atenas 2004, onde as equipes masculina e feminina se revezam trazendo medalhas para o país.

A quadra de Vôlei possui as medidas de 18 metros de extensão por 9 de largura, além de uma área de 3 metros chamada de zona livre, que em competições internacionais aumentam para 5 metros. Em uma distância de 3 metros a partir do meio da quadra encontra-se a zona de ataque. A quadra é dividida por uma rede no meio com 2,43 metros de altura para os homens e 2,24 para as mulheres, com uma antena em cada extremidade de 1,8 metros de comprimento, sua função é de delimitar a área de ataque em cima da rede.

Cada equipe é formada de no máximo 12 jogadores, sendo que deles, 6 ficam em jogo. Quem comanda é o técnico que possui dois assistentes e em caso de lesão, um médico e um fisioterapeuta de plantão.

O Líbero é um jogador diferenciado não só pela cor diferente da camisa, mas pela sua estatura menor, proposital, pois sua função é defesa e recepção.

O objetivo do jogo é com no máximo 3 toques, passar a bola por cima da rede e cair dentro da área da equipe adversária. Ou no caso da bola tocar o jogador e cair para fora também soma-se o ponto. Entretanto, após passar a bola para o lado adversário e ela ir direto para fora, o ponto vai para a equipe oponente.

A partida inicia-se com o saque é disputada por sets com até 25 pontos cada. Porém para se vencer o set é necessário ter uma diferença de 2 pontos, mesmo que passe os 25. A equipe que vencer 3 sets primeiro vence. Na hipótese de empate 2 sets a 2, acontece o tie-break com 15 pontos.

Referências Bibliográficas:

http://www.brasil2016.gov.br/pt-br/olimpiadas/modalidades/volei

http://www.fpv.com.br/noticia_detalhe.asp?id=3869

Arquivado em: Esportes