Campus Party

O Campus Party é hoje visto como o maior acontecimento no campo das novidades tecnológicas, da Web e das diversões na esfera eletrônica vigentes na Internet. Ele surgiu na Espanha, em 1997, responsável também por batizar este evento, quando o primeiro destes encontros foi aí realizado.

Desde então este ‘happening’ envolve milhares de pessoas ao longo de sete dias, as quais se transferem para o local do evento com seus computadores, objetivando trocar ideias, dividir novas informações, intercambiar vivências e empreender uma vasta gama de ações ligadas ao universo virtual, às comunicações e aos avanços da tecnologia.

Os integrantes desta verdadeira festa levam para a sede do Campus Party não só seus equipamentos, mas também suas bagagens e barracas. Neste local são oferecidos todos os recursos de que eles necessitam, desde os itens de higiene e os serviços estruturais, até diversão, conforto, proteção e, mais que tudo, alta tecnologia. Eles se sentem literalmente em casa.

Aí interagem estudantes, mestres, cientistas, comunicadores, pesquisadores, pessoas do meio artístico, empresários e todas as pessoas interessadas nesta área. Este acontecimento oferece a oportunidade de posicionar frente a frente os frequentadores da Web, os dirigentes de empresas e os agentes da esfera pública.

Como não poderia deixar de ser, este encontro se estendeu da Espanha para o Brasil e a Colômbia. De 2008 em diante o Campus Party é realizado no território brasileiro, especificamente em São Paulo. No evento de 2009, circulou por suas instalações uma média de 6.655 integrantes e 118 mil visitantes.

Este índice é muito significativo, pois estas pessoas são formadoras de opinião e geram inclinações no mercado. Elas, com certeza, determinam os rumos da economia e as direções que assumirão as novas tecnologias. Muitas personalidades já desfilaram pelos corredores da Campus Party, tais como Neil Armstrong, o primeiro ser humano a tocar o solo da Lua, e o genial físico inglês Stephen Hawking.

Durante o evento há várias palestras, conferências, debates, disputas e outros acontecimentos. Em 2009 a Campus se dividiu em várias esferas, entre elas: Software Livre, Games, Robótica, Fotografia, Campus, Blog, Desenvolvimento, Design, Modding, Música, Simulação e Vídeo.

A agitação no Campus Party é incessante, pois 24 horas por dia há o que fazer, em áreas temáticas que vão desde a criação digital até o campo da robótica. Há diversas oficinas e um ambiente de intensa interação, que estimula a participação constante dos que lá se encontram.

Há dois blocos maiores: a Arena – ponto de encontro entre todos -, Lazer – onde se pode aliviar a tensão e repousar - e Serviços – toda a infra-estrutura necessária; e o Expo – exposição das grifes tecnológicas -, Campus Futuro – um ‘tour’ pelo futuro – e a Alimentação – uma vasta Praça de Alimentação.

Fontes:
http://www.campus-party.com.br/O_evento.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Campus_Party_Brasil